Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











domingo, junho 10, 2007

A minha princesinha


A minha princesa enfeitiçou-me logo no dia em que nasceu. Na hora em que nasceu. Com ela não preciso de outros amores, não tenho frio, não sinto fome. Com ela nunca estou so’. Por isso me custa tanto estar longe dela, agora. Sinto-me um viciado em ressaca e sofro com isso. Tenho necessidade dela. Porque ela é boa para mim e porque é ùnica no meu mundo. E porque me falta a paciência para esperar por amanhã. E porque tenho medo da monotonia e com ela a vida nunca é monótona. Porque me falta o calor do seu corpo quando se senta juntinho a mim para fazer os trabalhos de casa. A minha filha faz 8 anos, hoje. Não estou la’ com ela e isso perturba-me. Mas sei que o essencial não se olha com os olhos.

16 comentários:

Repórter disse...

Carlos
Parabéns pelos 8 aninhos da princesa.
Dói estar longe dela? Presumo que sim. Mas, na realidade, esse longe torna-se perto pelo amor que sentem mutuamente e que alivia.

Permita-me que lhe envie um abraço e que por seu intermédio, dê um beijinho à princesinha.

Como disse "o outro", "o essencial não se olha com os olhos".

para mim disse...

E não se pode esquecer o dia... É dia de Portugal e estás emigrado em França, como no tempo da ditadura... Quando é que me junto a ti?

João disse...

Parabéns. Para ti e para a tua princezinha. Que, apesar de não te ter por perto fisicamente, não deixará de te sentir bem juntinho a ela. E, especialmente, não deixará de sentir um enorme orgulho no Pai que, apesar de fora do País — que País miserável este — continua a honrar o nosso jornalismo e os nossos jornalistas.

underdog disse...

carlos,
estive lá com ela e pensei no que estarias a sentir...
dei-lhe um beijo e falei um pouco no futuro próximo e ela altiva ( como todas as princesas... )nunca se foi abaixo.... não sorriu tanto como de costume, mas estava bem serena.... elas, as malandras das princesas pequenas que nos agarram à nascença sabem-na toda, tu não estavas, mas ela sabe que não esqueces.... e que serás sempre dela.
abraços.

Maite disse...

Caro CN

Parabéns para a sua filha :)

Ao ver esta imagem sempre me lembro...
"And now here is my secret, a very simple secret...It is the time you have wasted for your rose that makes your rose so important."

Tenha um excelente final de tarde

Zé Cortes disse...

Bem sentido. Sei como é.

Barão da Tróia II disse...

Parabéns é pena perder o aniversário de um filhote, até porque não se repete mais, mas enfim é o diacho desta vida, boa semana

david santos disse...

Parabéns e que a saúde não falte.
Abraços

LA disse...

Espero que arranjes qualquer coisa rapidamente em portugal, já não tens idade para estas coisas das emigrações! Mas estes sacrifícios também acontecem aos outros, não és único, não te passes!

Parabéns à menina!

Já agora, quando estive em França os computadores tinham acentos graves e agudos, acho que só não havia o til! Ora olha aí para as teclas de cima à direita! Ou então tens que ir ao control panel e mudar a língua!
Divirta-se!

Maria Muadié disse...

Ai que saudade doída.
Mas este amor é maior que a distância, com certeza.

isabel victor disse...

Se me permite sr. CN, envio-lhe DAQUI um bj* para a sua princesinha. Fique bem, si vous plait! Aguardam-se crónicas de viagem ...

Monica disse...

Também tenho em casa um pequeno príncipe, que faz 8 anos em setembro ... e só de pensar que um dia posso ter de me afastar dele assim para tão longe, dói tanto ...
Coragem, melhores dias virão, aí ou aqui, mas sempre melhores quando tiveres aqueles que amas ao teu lado!
Monica Peixoto

Patrícia Nogueira disse...

Ainda estou aprender a ser mãe. Tenho dois meses de experiência intensiva, mas já sei que não há nada melhor no mundo
Espero que voltes depressa para a tua princesa.

Isabela disse...

Eu também fui a princesa do meu pai. Ele chamava-me o seu Isabelão! :)

miruii disse...

Se conseguires ser sempre o seu rei, ela não ter esquece.
Faz por isso.
Parabéns!

Menina_marota disse...

Sabes, quando li isto não consegui comentar...agora voltei aqui... também o meu Pai me chamava princesinha e eu sonhava...é por isso que continuo com a capacidade de sonhar, não a perdi, em memória do Homem que me chamava a "sua princesa"

Parabéns ao Pai e à sua Princezinha.

Beijo ;))

AddThis

Bookmark and Share

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores