Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











domingo, junho 24, 2007

Nas margens do Orge

E’ uma velha casa burguesa, herança de um avô.
Os netos não têm dinheiro para a manter em perfeitas condições e, assim, dividiram o palacete em pequenos apartamentos que alugam.
Foi construida em 1850, o tempo de Victor Hugo e de grandes convulsões sociais provocadas pela proclamação da Republica e a realização de eleições em que foi eleito Presidente da Republica o monarquico Louis-Napoléon Bonaparte que, pouco depois, iria liderar um golpe de estado para se auto-proclamar Imperador Napoleão III. Uma confusão dos diabos.
Desde então que a casa la’ esta’. Muito ja’ se viveu e morreu dentro daquelas paredes. E’ la’ que vive agora um amigo meu. Mas à cautela, arranjou um cão feroz para afastar os maus espiritos.

8 comentários:

Isabela disse...

Mas mete mesmo um bocado de medo, não mete?!

inominável disse...

os cães ferozes não vivem em palacetes... em palacetes vivem os caniches afeminados... se está lá algum cão feroz, é mera coincidência e sem qualquer relação com o espaço... o infeliz perdeu-se... ou perderam-no... ou já está possuído...

andrea disse...

No fundo é apenas esferovite, mas o que interessa mesmo é que morde a consciencia de quem passa.

MédioCriativo disse...

A mim parece-me que a casa tenta trincar o cão assustado com o seu telheiro dentado mais aquele olhar feroz que só duas janelas com as sobrancelhas em "v" conseguem ter.

Podes crer Isabela... ui ca medo!

Não é melhor avisar o teu amigo, CN?

Phwo disse...

A casa é linda! Não fosse o canto superior esquerdo da foto e estaríamos na "época" (em qualquer uma das referiste, por exemplo)
:-)

RAA disse...

Vejo que está como correspondente em Paris. Desejo-lhe felicidades no seu trabalho, que há muitos anos admiro.

Isabela disse...

O meu amigo CN defende-me dos fantasmas!
Tens é invejazinha porque querias defender-me tu!
:)

Dina disse...

Aposto que os espíritos passam a vida a assustar o cão e este a ladrar que nem um doido...

AddThis

Bookmark and Share

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores