Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











domingo, julho 01, 2007

Por cima e por baixo

Ouvi dizer que quando Paris foi ocupada pelo III Reich, Hitler foi ao Trocadéro para admirar a sua conquista la’ do alto. E’ bem possivel. Realmente, é lindo de se ver. E depois não é so’ a vista, mas a arquitectura dos edificios, os jardins, o restaurante do Museu do Homem e as empregadas que la’ trabalham, a animação que transforma o terraço num palco exotico. Tudo aquilo vale a pena. Ainda não se paga so’ por olhar.

.
.
.
.
.
.
.
.
.
Por baixo do Trocadéro é o mundo dos “sans abri”, mamiferos de sangue quente que delimitam o territorio com marcas odoriferas, como fazem os lobos, mijando nos cantos estrategicos, para que os outros saibam que estão a trespassar terreno alheio. Ninguém se senta naqueles bancos.



7 comentários:

da. disse...

...basta ler um livro muito interessante que há uns tempos li para que nasça em si uma ainda maior perplexidade...veja, o 'the mole people'...e depois diga-me coisas..

VN disse...

Ouvi dizer que o Museu do Homem vale mesmo uma, ou mais, visitas.
Espero lá ir em breve...
Um abraço

Maria Muadié disse...

as cidades são belas e más...nosso espelho?

isabel victor disse...

"mamiferos de sangue quente"

Deixo-te um abraço ...

inominável disse...

adorei o Museu do Homem... tenho que voltar para ver com calma...

inominável disse...

já agora: viste o Alselm Kiefer bo petit palais? está genial...

Klatuu o embuçado disse...

Os franceses nunca foram muito previdentes... em vez de investir na Linha Maginot... deveriam ter metido um alçapão nessa porra! :)

AddThis

Bookmark and Share

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores