Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sábado, dezembro 12, 2009

do Latim, remissio


Balsemão deve andar a comprar indulgências…
A remissão dos pecados sempre foi um bom negócio para a Igreja.
Os 60 mil € atenuarão, assim, as transgressões da carne, da gula, da ganância, do egoísmo, da prepotência… antes que a boa morte o leve (ao pecador, claro).

5 comentários:

Fada do bosque disse...

Credo!!! Carlos!... eu a "falar" da avantesma, no blogue anterior e quando acabo de ler os comentários, aparece-me a fronha dele!
Ele há cada uma! Que susto! :))
Vade retro satanás! Credo!
Não podia ser pior! Tenha dó!... :))
Coincidências do diabo! ahahahahahahah

lenço de papel; cabide de simplicidades disse...

BOA FOTOGRAFIA.PARECE MESMO O DIABO

Fada do bosque disse...

Desculpeo o erro, no POST anterior.
Foi o avançado da hora...
E pelos vistos, há mais quem partilhe dessa minha visão... :))

José Teles disse...

Ficam pagos os primeiros 60 mil dias no purgatório, para cada um dos membros do júri, a compra das indulgências sempre foi um grande negócio, Balsemão deve tomar-se por um Medici. O que me irrita é que há na Igreja Católica portuguesa dois bispos de grande gabarito - D. Ilídio Leandro, bispo de Viseu, e D. Januário Torgal Ferreira, bispo das Forças Armadas - que até defendem, contra as imposições papais, o uso de preservativo pelos doentes com VIH. Os homens do Balsemão optaram por integrar a brigada do reumático e colocar-se ao lado deste Papa reaccionário - é isso que dói.

Entre "linhas" disse...

"A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio
de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida"

*Laur@´s Poesias

AddThis

Bookmark and Share

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores