Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











quinta-feira, janeiro 14, 2010

Grippe A : fin de l'épidémie


A epidemia da gripe A… acabou… pelo menos em França – dizem os médicos franceses.
Espero que em Portugal a sorte do vírus não seja diferente.
Agora, Sarkozy tem 70 milhões de doses de vacina para saldar…
Acho que por cá também há umas sobras, não?

11 comentários:

Dylan disse...

Mesmo assim, prefiro que as vacinas sobrem em vez de faltarem.

andrea disse...

Tem piada que ainda a semana passada recebi aqui em casa o papelinho para me ir vacinar(a borla)....
Pois é aqui funciona assim mesmo, eles mandam para casa a convocatoria.
Portanto temos as razoes do estado contra as razoes da ciencia e ja esta em marcha um inquerito parlamentar pare perceber o porque de tantos milhoes de vacinas a sobrar e os muitos milhoes pagos pelo estado aos laboratorios farmaceuticos na compra de um produto completamente inutil.
Se virem bem o numero de mortos desta gripe é francamente inferior ao que a gripe "normal" mata todos os anos.
Marketing e comunicaçao é o nome do jogo.
Abraços.

Fada do bosque disse...

Se é o Estado que paga, veja lá para onde vai parar o dinheiro do Povo... para as farmacêuticas, quer directa, quer indirectamente. Como lhe disse ums "pandemia" inventada para eles poderem comprar armas, com o dinheiro das vacinas...
"Salvam" por um lado, "matam" por outro"! Ainda por cima põem o povo mais pobre, sempre e cada vez mais...
Essa pandilha das farmacêuticas é a mesma do armamento e os governantes todos "ajoelham" para obter benesses e quem paga somos nós!
Era só mesmo um inquérito parlamentar, cá em Portugal e em todos os Países para ver quem é que anda a enganar quem! Preto no branco... mas como as multinacionais mandam...
Foi a verdadeira histeria colectiva para enriquecer ainda mais, os "pobrezinhos" dos masters.
O Mundo assim vai "bem", não haja dúvida!
E que tal seria, se esse dinheiro fosse agora parar ao Haiti? Era bom, não era?

Fada do bosque disse...

http://www.wodarg.de/english/3022481.html

IF lucra cinco mil milhões com vacinas contra a gripe A.


"Os ganhos de cinco mil milhões de euros da Indústria Farmacêutica no fabrico de vacinas contra a gripe A e antivirais estão sob suspeita do Conselho da Europa. A entidade está a avaliar a possibilidade de criar uma comissão de inquérito para analisar a pressão que os laboratórios terão exercido na Organização Mundial de Saúde (OMS) para ter declarado a doença como uma pandemia, avança o Correio da Manhã. Só Portugal gastou até Dezembro passado 90 milhões de euros, 45 milhões dos quais em vacinas. Segundo o presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa, Wolfgang Wodarg, a campanha da 'falsa pandemia da gripe, criada pela OMS e outros institutos em benefício da IF, é o maior escândalo do século na Medicina', escreve o jornal".

http://www.rcmpharma.com/news/6184/51/IF-lucra-cinco-mil-milhoes-com-vacinas-contra-a-gripe-A.html

Dário Cardina Codinha disse...

Não se esqueçam que há o pico da primavera e que o inverno ainda não acabou. E não se esqueçam que há excesso de vacinas porque em Outubro toda a gente queria vacinas e em Novembro já ninguém as queria. É normal sobrar vacinas por falta de coerência do povo.

Dylan disse...

O Estado agiu bem perante tal ameaça, desconhecida e, inicialmente avassaladora, no México.
Agora, é fácil criticar a quantidade de "despojos" da guerra contra o vírus, se tivessem morrido uns quantos milhões, também...
Preso por ter cão e por não ter...

Fada do bosque disse...

Ora agora Dáriozinho! Essa agora deixou-me espantada!...
Nem todos são incoerentes como lhes chamas, nem o Povo as pediu... levou foi com elas em cima!! e outros puseram-se ao fresco, que foi a melhor atitude!
Achas que fizeram prospecção de mercado, foi isso?!

andrea disse...

Lamento dizer mas que eu saiba nunca foi o "povo" que andou atras das vacinas.
A questao é que a campanha de desinformaçao feita a volta do tema deu a sensaçao que o "povo" exigia a vacina quando na realidade o "povo" se esteve nas tintas como de costume e depois surgiu a contra informaçao a colocar em causa a validade cientifica da coisa e a alertar para os possiveis efeitos secundarios, e perante isto o "povo" que afinal nao é tao burro assim quando toca ao proprio corpinho, marimbou-se para a vacina.
Agora tenham em atençao que ate aqui se chegou a aventar a "obrigatoriedade" da dita.
Felizmente chutaram para canto mas foquemos atentos a proxima pandemia que eu digo sera de seborreia.
Abraços.

Fada do bosque disse...

1/2 milhão de órfãos, mais de 100.000 mortos no Haiti e os Masters sacodem a àgua do capote! É dado adquirido, só ajudam a salvar vidas a troco de dinheiro e muito! Bem hajam as ONG´s.
Malária, febre amarela, febre tifóide e por aí adiante... mas as farmacêuticas em conluio com os governos (tudo na mesma panela), querem lá saber quantos morrem nos Países pobres. Não oferecem vacinas!

Dário Cardina Codinha disse...

Olá fadinha,

Uma prospecção de mercado é para o produto cujo alvo de uma secção específica da população. As vacinas eram para toda a gente porque o vírus não ataca por gostos ou por faixas etárias ou por área social.

Como o Dylan diz "preso por ter cão, preso por não ter".

Lembro-me das centenas de comentário em sites como o Público ou em blogs a dizerem que queriam vacinas e que as poucas que vinham era só para os mais importantes. Depois a desinformação virou e começaram a dizer que era venenosa. Agora, quando toda a gente tinha vacinas e quando se verificou que não era perigosa, dizem que foram a mais. Ora, é como estar a dizer a quem trabalha que o seu trabalho está sempre errado porque não é assim. Quando é assim queixam-se porque não é assado...

Fada do bosque disse...

Dáriozinho a minha resposta saiu antes da tua... :))
Quanto à prospecção de mercado, eu estava a brincar, claro!...
Nem me passa pela cabeça criticar quem trabalha, mas sim quem manda trabalhar.
Espero que os cientistas não sejam
autómatos e muito menos cúmplices nestas falsas questões. Pode é custar-lhes o emprego, ou a própria vida...

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores