Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











segunda-feira, novembro 16, 2009

CD's aos molhos


O presidente do Supremo Tribunal de Justiça mandou destruir as gravações das escutas telefónicas feitas a Sócrates. O juiz de instrução não lhe obedece. Porque as gravações envolvem outros interlocutores cujas escutas foram autorizadas. Ou seja, aquilo que jamais servirá para acusar Sócrates poderá servir para condenar Vara ou outros. Estranho? Ainda não viram nada…
Não viram nada, mas tenho a certeza que acabaremos todos por ver… as tais escutas, transcritas para papel de jornal com todas as vírgulas e pontos. Ou alguém acredita que a esta hora não tenham já sido feitas cópias suficientes para distribuir generosamente pelas redacções?

9 comentários:

anamar disse...

Claro , que essa, é uma verdade verdadinha, carlos Narciso...
País sujo o nosso...
Abraço

Fada do bosque disse...

E o povo continua impávido e sereno, à espera que venha um mago do outro mundo e resolva esta questão por ele!
Vai bonito vai... há que acordar! e obrigada Carlos, por tudo o que me tem ensinado.
Que queria que visse este site...

http://www.noticiaslusofonas.com/view.php?load=arcview&article=24577&catogory=Opini%E3o

Pedro disse...

Lembras-me um conversa que tive um diacom a Helena Sanches Osorio, que me contava que estes CD´s e outros, lhe chegavam até por Correio Azul!

C NARCISO disse...

SE aparecerem, só pecam por serem tardias.

Motim disse...

Pois os jornalistas terão os álbuns completos. Mas já se sabe que só irá sair cá para fora um "best of", cuidadosamente escolhido para não incriminar demasiadamente o boss e aguentar esta república por mais uns tempos.

Karocha disse...

Tão certinho como eu não saber como me chamo CN!!!

Eduardo Miguel Pereira disse...

Uma vez que a justiça parece voltar a não funcionar quando o nome de Sócrates aparece, se calhar o melhor mesmo é que as conversas apareçam espalhadas em tudo o que é jornal.
Tudo o que sirva para pôr a nú a corja do PS é bem vindo, e neste caso em particular, os meios justificam os fins.

Fada do bosque disse...

"A propaganda a favor da acção ditada por impulsos que estão abaixo do verdadeiro interesse, oferece provas falsas, falsificadas ou incompletas, evita os argumentos lógicos e procura influenciar as suas vítimas pele mera repetição de frases feitas, pela denúncia furiosa de bodes expiatórios, estrangeiros ou domésticos, e pela associação hábil das mais baixas paixões com os mais elevados ideais, de modo tal que são perpretadas atrociddes em nome de Deus e a mais cínica espécie de realpolitik,chega a transformar-se em algo como um princípio religioso ou dever patriótico" "Utilizadas de uma maneira os Media são indispensáveis para uma Democracia. Utilizadas de outra maneira, encontram-se entre as armas mais poderosas do arsenal dos ditadores". "No Ocidente democrático há a censura económica e os Media, são controlados pela «Elite do Poder».


Aldous Huxley em -Regresso ao Admirável Mundo Novo
Um livro a ler.

AGRIDOCE disse...

Ler em jornais, até acho que vai ser "trabalhêra" a mais.

Estou à espera, eu, é que elas apareçam no Youtube e ficheiros de e-mails, viva-voz, com entoações esclarecedoras e quase a ver-se os olhares de cada interlocutor escutado.

É sonho?

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores