Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











quarta-feira, novembro 25, 2009

So many, so many


Os miúdos hoje já passam mais tempo no computador que a ver televisão. Pelo menos, os miúdos que vivem nos chamados países ricos e os que residem nos meios urbanos. Mas, globalmente, a televisão ainda tem a fatia de leão no que respeita à atenção que a população mundial presta aos meios de comunicação. E a preponderância da pantalha ainda está para durar, mesmo se os novos media galopam mais rápido. Nos Estados Unidos (onde tudo acontece primeiro), um estudo agora publicado revela que, em média, cada lar norte-americano tem 2,5 pessoas e 2,86 aparelhos de televisão. Ou seja, há mais televisores que pessoas, na América.

4 comentários:

Fada do bosque disse...

UUII! o Carlos tocou-me na ferida.
A TV? o maior inmigo público? O ópio do povo? já muitas vezes pensei- porque é que muita gente contesta um ordenado de 20.000 euros, o do Sarkozy, por exemplo e ninguém contesta o do Cristiano Ronaldo, 1 milhão?! É que a ganza, sai cara!! e é preciso manter o vício!
Ainda bem que deram tarde pela minha miopía e fui uma criança que por não ver, teve que desenvolver o raciocínio abstracto nos seus 6 primeiros anos de vida!
Embora o Carlos diga que a TV não faz mal, acreditaria se não fosse propriedade dos tiranos. Com um espírito crítico exacerbado. Sou daquelas poucas pessoas, que viu em directo (nunca tenho a TV ligada e nesse momento estava... coisas do diabo) o 11 de Setembro. Depois do choque passar e ainda durante a catarse pensei: dois aviões não deitavam assim as torres estruturadas de forma anti-sísmica, mais poderosa que alguma vez foi feita. As torres teriam de caír doutra forma caso os aviões fossem a causa... foram implodidas. Nada, mas nada, conseguiria entrar no espaço do Pentágono... não havia ponto fraco e o que entrou não foi um avião, foi um missíl.- A mulher está louca!- diziam uns... - Tu sempre tiveste a mania das conspirações! - diziam outros. Mas quanto mais eu via, mais convencida ficava de que nada batia certo e que os Masters andavam a tramar alguma coisa. Penso que essa catástrofe, foi provocada para põr à prova as experiências deles e testar até que ponto, tinham conseguido "hipnotizar" os seus súbditos, utilizando as descobertas de Pavlov, com as teorias de Freud, desenvolvidas por muitos outros cientistas (uma casta protegida). VEÍCULO:- Media, TV! junte-lhes agora as drogas químicas, tudo o que se vende na farmácia como sedativos, anti-depressivos e as drogas proibidas, um alto negócio obscuro que não é travado, aliadas á mais alta tecnologia...
É de salientar, que até os regimes ditatoriais comunistas fechados como a China e a Rússia, aderiram a esse novo meio de condução de massas, pela via da sugestão e indução. O terrível método de lavagem cerebral, que Estaline e Mao tinham reaproveitado de Pavlov para os humanos, foi rejeitado.
O acontecimento do 11/9 teve sucesso, causou medo, as mais variadas reacções negativas, mas poucos se questionaram da veracidade dos factos. A louca era eu e mais alguns como eu... uma minoria, portanto. A partir daí, meu amigo, acontecimentos em catadupa para o domínio das massas e dos recursos, têm vindo a verificar-se. As Elites, sim porque já temos castas, nem se dão já ao trabalho de disfarçar... é tudo deles!
A Democracia morreu, o capitalismo predador tem de ser travado. Valores, Cultura, Educação e Justiça, são palavras que a breve trecho, saem do dicionário ou tomam outros significados, como já se constata.
Pessimista ou realista? Eis a questão. Pois quando associo o Matrix ao que se está a passar acham-me doutro planeta! Estou com mais alguns em Zion, infelizmente.
Os outros chegarão lá... mais devagar, mas hão-de chegar... é que o Sistema, não sei se vai aguentar.


Está aqui o que penso que a TV fez ao Mundo: Totalitarismo.

http://www.noticiaslusofonas.com/view.php?load=arcview&article=24634&catogory=Opini%E3o

Motim disse...

A Fada está em grande :-) Ela tem toda a razão no que diz, e eu acrescento que felizmente muita gente está a acordar desse "matrix" real.

A verdadeira razão pela qual a imprensa escrita está a definhar é porque as pessoas já não confiam no que lá vem escrito, e preferem outras fontes de informação na internet. E se a internet continuar livre como agora (as elites querem controlá-la), a televisão arrisca-se a ter um futuro negro como a imprensa.

Motim disse...

Recebido agora por mail:

Um casal passa o serão sentado no sofá a ver televisão. Diz o marido à mulher:

«Nunca me deixes em estado vegetativo, dependendo de uma máquina e líquidos para sobreviver... Se um dia me vires nesse estado, por favor desliga as máquinas que me mantêm vivo.»

Ela levanta-se, tira-lhe a cerveja, desliga a televisão e vai dormir.

Fada do bosque disse...

Essa foi para descomprimir, Motim?
ahhahhahahh Essa está boa! :)))

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores