Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











segunda-feira, novembro 09, 2009

Sistema gripado


Não há horas boas para se ir à urgência hospitalar, mas às 5 da manhã é quando somos atendidos mais rapidamente. Esta madrugada, em hora e meia o puto foi assistido e recambiado para casa. Normalmente, ao fim de 4 horas ainda lá estaríamos.
Mas, a rapidez de atendimento não significa eficácia do tratamento. Uma criança com poucos meses de idade, com febre, diarreia e alguma tosse desde a passada sexta-feira, continua sem saber que tipo de gripe tem. O teste foi feito no Hospital da Estefânia na noite de sábado e, hoje, ainda não há resultados.
O remédio mais prescrito é mandar as criancinhas para casa com a recomendação para os pais a vigiarem e caso a febre suba muito voltarem à urgência. Não me parece que seja a solução mais eficaz para conter uma epidemia… e, se continuarmos assim, quando o Inverno chegar em força, vai ser o caos e a aflicção generalizada.
Em França, o governo disponibilizou vacinas para todos os que queiram ser vacinados. Em Portugal, continuamos com esta divisão da sociedade em castas. Há a casta dos Indispensáveis, a casta dos Imprescindíveis, a casta dos Muito Úteis e, depois, os outros para quem nunca haverá vacina disponível.

23 comentários:

Motim disse...

Em Portugal vai haver vacinas disponíveis porque muitos médicos e enfermeiros sabem que ela é perigosa e recusam ser inoculados.
O governo avançou com a segunda fase de vacinação porque quase metade dos prioritários recusaram a vacina!

Em França a campanha de vacinação está a ser um fiasco, lá há muito menos pessoas a aceitarem serem vacinadas.
Informem-se!

Grande parte dos médicos e enfermeiros portugueses recusa a vacina contra a Gripe A:
http://ur1.ca/fd4c

Fada do bosque disse...

Isto é que foi voltar à Idade Média, num instantinho!
Mas deixe lá a vacina, Carlos... cá a maioria dos pediatras não prescrevem a bébés! Não dizem porquê, segundo as minhas amigas e mães... mas para nós é fácil entender.
Desejo é que o seu bébé se recupere num instante, pois quando éramos crianças (bem, eu não sou exemplo, mas tenho irmãos) tudo se resolvia sem paranóias de A, B, C, ou D.
Vai ver que o seu menino fica bem.

Vai ver que as vacinas são mas é todas diferentes e quanto mais alta a casta, menos toxicidade!

As melhoras para o bébé e um abraço.

PQ disse...

Compreendo a preocupação de um pai.

andrea disse...

Eh pah Carlos vais ver que a febre passa num instante e que o miudo recupera ainda mais rapido.
Esta coisa da gripe tem muito mas mesmo muito que se lhe diga e por aqui o pessoal esta a evitar a dita, eu como sabes e infelizmente sou um caso de risco e falei nisso ao meu medico, literalmente disse-me para ter juizo e me deixar de paranoias, agradeci-lhe.
Portanto a velha receita, agasalho, avinho-me e abafo-me.
Para os mais destemidos um dente de alho por dia com uma maça, a coisa resulta e é fantastico para o RER, ninguem se chega perto nem sei bem porque.
Abraços.

CN disse...

a questão não é se a vacina é boa ou má, mas sim a catalogação do cidadão e as mordomias inerentes. eu quero é a vacina disponível para todos. depois, cada qual decide se a toma ou não.

Artolas disse...

se me permite aqui vai a minha achega "pró tema".

Declaração de interesses: Não sou médico, enfermeiro, farmacêutico, e não tenho qualquer interesse na área medico-farmacêutica. Sou apenas um dos muitos investigadores científicos (em genética) cujo estado português (ou melhor todos vocês) gastou uma pipa de massa para receber formação (doutoramento). E por isso, ao emitir a minha opinião mais não faço que retribuir aquilo que todos pagaram para que eu me forma-se.

Vamos aos factos

1. Uma vacina constitui-se por: antigénio (parte das proteínas do patogeneo a combater), excipiente (agua destilada) e co-adjuvante do antigénio (normalmente uma substancia que potencia o antigénio).
3. A função do antigénio é dar a conhecer aquele agente patogénico ao sistema imunitário de forma que este comece a criar anti-corpos para se preparar para a defesa do mesmo.
4. O sistema imunitário dos mamíferos bastante complexo, bem como o estado de saúde de cada individuo diferente. Por isso, todas as vacinas implicam riscos. Todas sem excepção!
5. Numa vacina anti-gripe sazonal existem vários antigénios representantes de cada uma das estirpes que os estudos epidemiológicos indicam como as mais prováveis de ocorrer. Tem também um coadjuvante chamado escaleno.
3. A vacina do H1N1, seja qual for, tem apenas antigénios da estirpe H1N1. O restante é igual à sazonal.
4. A recusa do FDA organismo dos EUA equivalente ao INFARMED, rejeitar para os EUA as vacinas que estão a ser usadas em Portugal (e EU), tem apenas a ver com o coadjuvante que estas utilizam. Ou seja, o escaleno. Isto porque durante a guerra do Iraque o escaleno foi usado como coadjuvante na vacina anti antrax, que foi administrada aos soldados N. Americanos. Esta vacina, e mais propriamente o escaleno, é suspeita de estar na origem de alguns efeitos neurológicos colaterais que os inoculados manifestaram.

Do ponto de vista da Europa, e de portugal, não existe nada. Repito, absolutamente nada que possa ser suspeito na vacina H1N1, a não ser o escaleno. Mas como este é usada há alguns anos na vacina da gripe sazonal então não se percebe onde é que está a desconfiança.

Só vejo um motivo para tanto alarde. A ignorância e os dividendos que o mediatismo que esta desconfiança traz aos media.

Pior, os médicos, são na sua maioria técnicos cuja a função principal é tratar doenças, distúrbios ou traumatismos seguindo uma série de sinais e sintomas clínicos, pouco ou nada sabem destes detalhes bioquímicos. E por isso, tal como os enfermeiros e demais pessoal dos cuidados de saúde, limitam-se a abrir a boca e dizer asneira.

Fada do bosque disse...

Pelo menos Carlos, esta vacina serviu para que os Senhores do Mundo fizessem o que queriam, ir começando a dividir a sociedade em castas. O regresso ao feudalismo, o retrocesso á Idade Média.
Quanto á vacina, tenho uma irmã com doutoramento em genética, que diz exactamente o mesmo que o Artolas... todas as vacinas implicam riscos sem exepção. Ocorre neste momento no hospital S. Marcos em Braga, um surto de Síndrome de Guillian Barré, um surto de uma doença extremamente rara! Porquê em Braga? Estão a estudar... a única coisa que se sabe é que as vítimas, de todas as idades, têm algo em comum; a vacina contra a gripe sazonal, foi-lhes administrada mais que uma vez. Pelo que diz também o Artolas, não contém esqualeno...
Como a minha irmã disse que nunca tomaria esta vacina na vida, eu sigo o seu conselho, pois não foi à toa que se aplicou ao estudo toda a vida!... ou não passará de uma ignorante??. Nisto, como ninguém se entende, cada um que decida por si.
O que eu não entendo também, é o porquê, de o Hospital de S. Marcos estar a esconder tão bem este surto, os Media gostam tanto destes dramas! Eu soube por pessoa amiga, que é vítima desta tenebrosa doença e pela minha irmã.

Motim disse...

Caro “dr. artolas”,

Diz você que: «Do ponto de vista da Europa, e de portugal, não existe nada. Repito, absolutamente nada que possa ser suspeito na vacina H1N1, a não ser o escaleno. Mas como este é usada há alguns anos na vacina da gripe sazonal então não se percebe onde é que está a desconfiança.»

Você sugere ter mais conhecimento científico que nós apenas porque o estado português «gastou uma pipa de massa» dos impostos das pessoas que realmente trabalham para você vir para blogues dizer que tem um “doutoramento”, debitar a propaganda das farmacêuticas e chamar-nos ignorantes? Quando você fala apenas de UM dos componentes considerados perigosos por uma grande parte da comunidade científica internacional e nem o nome desse componente sabe escrever correctamente? Você está a tentar falar do ESQUALENO e não “escaleno”, que é um músculo! Quem é o ignorante?

Fique a saber que a comunidade científica identificou VÁRIOS componentes perigosos usados normalmente nas vacinas: esqualeno, timerosal, mercúrio, chumbo e alúminio – componentes esses que vários estudos científicos associaram directamente ao aparecimento de doenças degenerativas, neurológicas, cancro, etc:

http://www.cristinasales.pt/blogue/timerosal-conservante-das-vacinas-provoca-lesoes-neurologicas-similares-as-do-autismo.html A

Esta polémica existe há dezenas de anos porque estes elementos estão presentes em todas as vacinas. Só a população menos informada (a maior parte) se apercebeu disto agora, porque a comunicação social é totalmente controlada, muito mais do que no Estado Novo.

«Pior, os médicos, são na sua maioria técnicos cuja a função principal é tratar doenças, distúrbios ou traumatismos seguindo uma série de sinais e sintomas clínicos, pouco ou nada sabem destes detalhes bioquímicos. E por isso, tal como os enfermeiros e demais pessoal dos cuidados de saúde, limitam-se a abrir a boca e dizer asneira.»

Muitos profissionais de saúde e cidadãos têm mostrado dúvidas legítimas justamente por terem conhecimento científico dos componentes e das doenças que estes provocam. Você abriu a boca e só revelou ignorância em relação aos factos científicos, e subserviência em relação ao poder estabelecido. Vá você, “dr.” chico esperto, dar o bracito para receber o mercúrio e o esqualeno.

Dário Cardina Codinha disse...

A quantidade de mercúrio é tão pequena mas tão pequena que uma sandes de atúm tem 100 vezes mais mercúrio e ninguém morreu por isso. O mercúrio serve para a vacina ter menos quantidade de vírus e ser mais eficaz, ou queres uma vacina com 10 vezes mais vírus?

Monica disse...

As melhoras do miúdo, que ficou com um arzinho ainda mais doente com a máscara xxl que lhe puseram na carita!
De facto, a bota não bate com a perdigota desde o início- por um lado, um enorme alarmismo perante uma epidemia perigosa, por outro a experiência felizmente pouco traumatizante de quem já teve gripe A e diz que "foi uma gripe como as outras" ... e algum desnorte por parte do sistema de saúde.
Dou um exemplo: uma amiga minha, obesa com banda gástrica, ligou para o Saúde 24 com sintomas de gripe; disse que tinha febre, e como tal não podia conduzir-nem tinha quem a levasse ao centro de referência; disseram-lhe para ir de táxi; ela questionou o facto de poder contaminar o taxista ... disseram-lhe para usar um lenço à frente da cara (imagino qual seria a reacção do pobre taxista!); decidiu ligar para o 112; informaram-na que só o Saúde 24 poderia requisitar uma ambulância para a transportar; voltou a ligar para o Saúde 24, que disse nada poder fazer ...
Acabou por ir para o Hospital, porque a mãe se sentiu mal ... numa ambulância privada paga por ela; na triagem, a mãe foi a 1ª a ser atendida; ela foi a seguir; explicou o que se tinha passado, e o enfermeiro pergunta-lhe o que fazia ali afinal- ao que ela responde, como é óbvio, que acompanhava a mãe, que tinha recebido pulseira laranja ... O enfermeiro mede-lhe a temperatura: diz que não tem febre (claro, estava sob efeito de anti-piréticos!), e por isso dá-lhe pulseira verde, manda-a tirar a máscara e seguir para a sala de espera ... Felizmente, era uma gripe normal, mas o filme seria cómico se não fosse trágico ...

Dário Cardina Codinha disse...

A gripe A é uma gripe. Logo tem os mesmos sintomas e o tratamento será o mesmo. Não mostra perigo que se pensava que ía ter:

As pandemias de gripe resultam da “mistura” de estirpes de vírus de humanos e de aves, nos porcos.

O vírus da gripe aviaria reconhece oligossacáridos com ligações ácido siálico do tipo ASα2,3Gal, presente no trato respiratório das aves. Mas o vírus da gripe humana reconhece oligossacáridos com ligações ácido siálico do tipo ASα2,6Gal, presente no trato respiratório humano. Como é que os humanos podem ser infectados com estirpes aviarias? A resposta está nos suínos. Eles são conhecidos como “misturadores”, misturam as duas estirpes pois apresentam os dois tipos de ligações e, se tiverem contraído as duas estirpes de vírus, estes poderão fazer um rearranjo e voltar a infectar humanos mas agora com outra “aparência”.

Porque é que um vírus rearranjado pode provocar pandemias?

Todos os anos presenciamos epidemias de gripe, que resultam de deriva antigética (drift), que é a acumulação de mutações nos seus segmentos de RNA. O “drift” é lento e resulta da acumulação progressiva dessas mutações. No entanto há outra forma mais rápida de mudança genética, a alteração antigénica (shift). O “shift” consiste na redistribuição dos segmentos do vírus com outro subtipo geneticamente diferente. O sistema imunológico reconhece relativamente bem um vírus sujeito às forças genéticas do “drift” mas tem dificuldade em reconhecer o “shift” pois a alteração é enorme.

Este vírus tem 2 segmentos genéticos da gripe de 1918. Por este motivo houve preocupação. Não queríamos que morressem novamente 40 milhões de pessoas. Felizmente não mostra grande perigo, por enquanto.

Fada do bosque disse...

Ai Carlos... que aqui o problema, é que o Sistema está a controlar as pessoas, a dividir a sociedade em castas, a esconder a verdade da população, a fazer da classe trabalhadora escravos e pobres, quem sabe até sem abrigo, a dominar as pessoas pelo medo, as farmacêuticas a atacar na TV (resolvi dedicar-me a ver um pouco de publicidade) de uma forma semelhante aos predadores, impor o medo- - "tome Centrum e prepare-se para a gripe" - e o raio que os partam. Começo mesmo a pensar que este país nem se governa, nem o deixam governar-se, para ser o campo de cobaias de Tavistock, que estuda o comportamento de massas. Vacinas para castas, chips para automóveis, normativas pouco populares (taxas), cartão único e o pior de tudo, o país com maior desinforamção da Europa, resultante de ter-mos um Bilderberg na comunicação social. Vai-se a ver e o Estulin tinha razão, somos mesmo as cobaias. Qualquer dia somos nós que temos um chip... Por este andar e se ninguém se mobiliza, ou porque não sabe ou porque não temos coragem e vamos deixando andar, seremos o primeiro País a entrar num universo paralelo, não Dário? ou será dr. Artolas? os primeiros a voltar à Idade Média, numa pequena fracção de tempo! Tanto sabes de biotecnologia, que quando te deres conta viajaste na máquina do tempo e foste parar a 500 anos atrás!

Artolas disse...

CN, esteja à vontade para não incluir este post. Não fico (nem tenho que ficar) minimamente aborrecido. Escrevo-o por achar que tenho direito à resposta/defesa em relação ao post do motim.

O Sr Motim percebe tanto daquilo que disse como eu percebo lagares de azeite. Vá lá, Sr motim, confesse que não tem a minima noção de que os seus argumentos são patéticos. Mais, o Sr trouxe à conversa coisas que não têm absolutamente nada a ver com o contexto do meu post. Nomeadamente, a industria farmacêutica, o suposto controlo da informação e os artigos científicos, que de certeza não leu. A a isto eu chamo desonestidade intelectual. Eu limitei-me a dizer a minha opinião, o senhor foi mais longe e argumentou desastradamente. Foi ao ponto de roçar a ofensa pessoal.

A ignorância é a mãe de todos os problemas. Se juntar isso à falta de humildade e honestidade intelectual, então temos o perfeito idiota. Eu como ignorante vou tentando todos os dias colmatar as minhas falhas. Já os idiotas precisam de muito mais para conseguirem ser felizes.

Fada do bosque disse...

Por enquanto?! Dário?
Ai que canudo!... querem ver, é como diz a minha irmã? os efeitos colaterais podem aparecer muito mais tarde e dependendo do nº de inoculações e condições de saúde de quem foi inoculado...
O seguro é mesmo não tomar. Afinal se pensarmos bem, podem é vir a morrer 40 milhões com a vacina! e que jeitinho dava aos masters, que se estão a assustar com a população mundial a crescer e o planeta a rebentar pelas costuras... não, essses querem lugar cativo, esses são capazes de tudo para terem o lugar aqui, na Terra!

Motim disse...

Sr. Artolas,

Muito resumidamente o sr. chegou aqui a dizer que quem duvida da vacina, seja profissional de saúde ou não, «limita-se a abrir a boca e dizer asneira»!

Não houve nada que eu argumentasse que não fosse em resposta directa a pontos que escreveu. E refiro as conclusões de estudos científicos que têm sido feitos há dezenas de anos. Os mais recentes continuam a confirmar ligações directas entre os componentes perigosos e várias doenças.

Eu hoje, por coincidência, cruzei-me com pessoas amigas que por várias razões foram consideradas como prioritárias para receber a vacina contra a gripe A. Todas elas afirmaram o mesmo: "o meu médico disse-me para não tomar a vacina, ainda há muitas dúvidas sobre ela".

Pode estar em causa a saúde de milhares de pessoas, que daqui a uma dezena de anos estão com doenças degenerativas ou cancro. Não se pode continuar a ter a atitude de ignorar estudos científicos e atacar os que fazem perguntas legítimas há anos.

E já agora a sra. Dário Cardina Codinha pode dizer-me qual foi a última vez que injectou uma sandes de atum na veia. O peixe tem mercúrio, tem razão. Mas o mercúrio das vacinas é injectado nas veias, são várias dezenas de dozes nos primeiros anos de vida, e depois por aí adiante. Vários estudos científicos mostram que este mercúrio (e os outros componentes perigosos) tem um efeito cumulativo que pode ser altamente nocivo.

Dário Cardina Codinha disse...

"o problema, é que o Sistema está a controlar as pessoas, a dividir a sociedade em castas, a esconder a verdade da população, a fazer da classe trabalhadora escravos e pobres, quem sabe até sem abrigo, a dominar as pessoas pelo medo, as farmacêuticas a atacar na TV"

Concordo que o Marketing é um pouco abusivo e intrusivo. Obviamente que, para vender, aproveita-se das questões mais pertinentes.

"seremos o primeiro País a entrar num universo paralelo, não Dário? ou será dr. Artolas? os primeiros a voltar à Idade Média, numa pequena fracção de tempo! Tanto sabes de biotecnologia, que quando te deres conta viajaste na máquina do tempo e foste parar a 500 anos atrás!"

Não sou o Artolas. Afinal há mais do que uma pessoa que sabe de genética e sabe explicar as coisas como elas são. Fico contente. Voltar 500 anos atrás é, deveras, impssível. Estou a falar de física e da Relatividade. O paradoxo dos pais mostra-nos que é impossível. Mas eu tento voltar atrás no tempo e vestir a túnica. Mas... hmmm... para fazer um trabalho de investigador é necessário usufruir de técnicas do futuro. Como vamos fazer? A conspiração é que pertence ao passado afinal.

Fada do bosque disse...

Pois é Dário, mas o mais incrível é que o outro senhor, o Artolas, começou por comentar exactamente, com uma declaração de interesses, idêntica a uma reposta que me dest, sobre estares a trabalhar para um lobbie, tal é a força com que defendes esta vacina. Que me desculpe o Artolas, pois errei, e desculpa tu também.
Quanto ao voltarmos atrás no tempo e apesar de ser uma metáfora, sabes bem ao que me refiro... apesar de seres jovem e de eu saber que és irredutível, gostaria que visses este filme:- http://www.youtube.com/watch?v=jeYscnFpEyA
Quanto ao haver muitas pessoas que sabem de genética, ainda bem e já agora eu sei que conheces este blogue, apesar de ser feito por geneticistas que vão no sentido contrário da "tua" corrente, mas revê: http://ecocaravan.blogspot.com/
Agora com o que não deixo de ficar perplexa, é que onde está a vacina, aí estás tu como o bom mago das ciências e biotecnologia, com ou sem túnica. Faltava este blogue, mas pronto... encontraste-o.
Entre duas correntes opostas e do pouco conhecimento que tenho dessas matérias, uma coisa que se dizia era que o seguro morreu de velho. Quanto ao que é seguro, hoje em dia está, onde nos querem fazer crer que não está... basta ver a situação financeira a nível mundial, a Banca, grande lobbie também... ou seja a segurança é a máscara dos lobbies. Quanto á conspiração pertencer ao passado, explica-me por que lhe chamam conspiração...
Porque não há provas?, ou porque as escondem? Morrem muitos jornalistas assassinados por esse mundo fora, a cumprir o seu dever, porque descobriram factos que não são para revelar. Ainda e se não há conspiração, diz-me para que servem os serviços secretos que actuam na penumbra e matam pessoas legalmente(?!) e despudoradamente. Claro que é tudo conspirativo... é que ainda hoje continuam a aparecer provas de actos terroristas, de governantes do passado, escondidos pelos SS.
Quanto ao voltar-mos ao passado percebeste muito bem. Se tu não sabes, sei eu, que temos vindo a perder muitos Direitos que conquistamos depois do 25 de Abril.
E quando dizes que o Markting é um "pouco" abusivo, apetece-me atirar-me ao chão a rir, desse "pouco" a que te referes. Acorda! como te dizia o Emerson, eu também to digo, pois acho que o teu Universo (e isto é um recurso estilístico), é mesmo paralelo.

Fada do bosque disse...

E mais Dário, o melhor é que jovens como tu comecem a aprender com a História, para não caír no mesmo erro... pois uma civilização só pode desenvolver-se se tiverem memória colectiva e histórica. Sem isso e como já se constata, têm o futuro penhorado... e que eu saiba não é conspiração.

Dário Cardina Codinha disse...

Em primeiro lugar: desculpas aceites.

"Quanto ao que é seguro, hoje em dia está, onde nos querem fazer crer que não está... basta ver a situação financeira a nível mundial, a Banca, grande lobbie também... ou seja a segurança é a máscara dos lobbies."

A diferença é que a banca funciona numa base matemática e probabilística. A especulação afundou a economia. Nada tem a ver com ciência de base biológica na qual tem de haver um conhecimento concreto.

"Porque não há provas?, ou porque as escondem? Morrem muitos jornalistas assassinados por esse mundo fora, a cumprir o seu dever, porque descobriram factos que não são para revelar."

A que ausência de provas te referes? Há biólogos que matam jornalistas? Porquê? Não sei disso.

Fada do bosque disse...

Dário... então?! eu ia lá dizer coisas dessas? Falas em conspirações e não sabes de onde vêm?
Os biólogos nada têm a ver com os senhores do mundo! Pensei que seguias o blogue Nova Ordem Mundial e que achavas que eram tudo conspirações.
Dário há coisas do arco da velha... fazes cada pergunta!... :))

Fada do bosque disse...

Dário se não viste o filme o informador, com Russel Crowe, aconselho; não te faças de cromo! :))
Já sabes que gosto de ti!... :))

Dário Cardina Codinha disse...

Fadinha,

Não sei de onde vêem as conspirações de gripe e vacinação tal como não sei de onde vêem as do Nibiru ou as de que a NASA esconde do mundo que a Terra é ôca e que há civilizações debaixo dos nossos pés. Sei que há pessoas com imaginação para tudo. E, e quando não sabem de física dizem que o homem não foi a Lua. Quando não sabem de biologia dizem que o vírus da gripe se pode intrometer no nosso DNA. Quando não sabem de astrofísica dizem que vem um planeta gigante bater em nós, que a terra gira rapidamente e que os maus morrem e os bons sobrevivem.

Fada do bosque disse...

Ora nem mais Dáriozinho, és o maior! :))

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores