Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











terça-feira, abril 17, 2007

Assassinos



Creio que Marques Mendes, que foi professor na UnI, sabia do conteúdo do dossier académico de José Sócrates. Daí ter formulado aquela cândida proposta da investigação a ser feita por uma entidade independente.
De facto, estão a assassinar lentamente o carácter do homem. A cada dia uma nova facada. Sendo que o que sobra é vingança, apenas. Vingam-se pelo encerramento da universidade, como se a culpa fosse de Sócrates e não deles próprios, magníficos actores de cowboyadas.
Sócrates foi favorecido na obtenção da licenciatura? Em plena consciência, é difícil responder. Mas é possível que tenha sido, sim. O que não me admira, se pensarmos no sentido prático que os capitalistas dão à vida: o dinheiro não tem cor nem cheiro, mas dá prestígio. O que, no caso vertente, quereria dizer que valia tudo para atrair estudantes à UnI e, melhor ainda, se esses estudantes fossem deputados.

7 comentários:

Basílio disse...

Assassinar o carácter de Sócrates? Como se pode assassinar algo que nunca existiu?

Isto não se trata de nenhuma campanha de difamação. A prova disso é que as incongruências na história dele são reais, sempre foram e já se sabiam ainda ele nem tinha sido "eleito". Finalmente foi desmascarado, de uma forma ou de outra.

Bart Simpson disse...

Não sei se percebi, CN, mas está a querer dizer que a UnI pagou a JS para lá se inscrever? Não estou a fazer juízos de valor, é só uma questão que se me pôs com esta sua pertinente observação.

≈♥ Nadir ♥≈ disse...

Passei para ver as novidades... Desculpa-me o facto de não te comentar como devia. Abate-se sobre o corpo e a alma o cansaço esta semana .A falta de tempo também nao ajuda, no entanto tento sempre visitar os amigos da blogosfera que me acarinham e visitam. Beijinhos

andrea disse...

Quero crer que a procissão ainda vai no adro da Igreja.
Nada me diz que não existam uma multiplicidade de Drs. e Engs. de pacotilha a polularem no espaço Politico.
Aliás a atender á aparente facilidade com que se apresentam titulos ...
Portanto não é apenas uma questão de Socrates mas uma outra mais vasta e que diz respeito á sociedade em si no acto de valorizar apenas as aparencias.
O problema com Socrates é de ele ser o primeiro ministro.
E isso altera tudo.

Agostinho disse...

Mas será que alguém forçou Sócrates a ser aluno da Independente?
Houve interesse da Universidade?
E do Sócrates, não houve interesse?
Tavez fosse melhor, realmente, não mexer mais na m.....
O cheiro já chega aqui. Como diria um amigo meu, velho pescador, reformado com cerca de € 300: "eu sou alto, mas a merda já me está pelo joelho..."

CN disse...

Mensagem para Filipe Alves: está tudo explicado no post do dia 4 de Abril.

Liedson disse...

A grande questão não é só saber da LISURA do processo académico de Sócrates.
Não!!!
A grande questão é também perceber-se que atrás daquele homem que apregoa Rigor, Verdade, Transparência, Seriedade, etc,etc, etc, ... além de mostrar, dentro do seu evidente "provincianismo" aquilo que queria ser à viva força sem o ser(Eng.), mostrou ainda que procurou o CAMINHO MAIS FÁCIL para ter um canudo e assim, se colocar em bicos de pés perante a sociedade civil e política, o caminho menos transparente, sem qualquer prova de seriedade e verdade.
Aqueles cartões pessoais do Ministério e o que acompanhou a prova de Inglês, são uma ENORME VERGONHA que atesta qualquer humano como um VELHACO INTERESSEIRO.
Além do mais MENTIU várias vezes, o que faz dele um MENTIROSO e o mais grave é que TUDO o que lhe diz respeito ... ou NADA CONDIZ (há várias datas para TUDO) ou DESAPARECEU (UnI)ou ... NÃO HÁ ORIGINAIS (A.R.).
Só gostava de saber se nesta VERGONHA estivesse envolvido algum anónimo como eu ou ...
Quanto aos benefícios são evidentes: basta a prova de Inglês e "um único prof para os 4 cadeirões". Mais que suficiente.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores