Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sábado, julho 04, 2009

Voto sentido


Nas próximas eleições irei votar. Ainda não sei em quem, mas irei. O meu dilema prende-se com uma profunda desilusão relativamente aos chamados partidos do poder. Já antes votei fora desse binómio e, suspeito, será isso que irei fazer de novo. Julgo que irei contribuir para o enriquecimento da Democracia, ajudando algum dos pequenos partidos que nunca tiveram hipótese de mostrar o que valem, que nunca conseguiram eleger um deputado que fosse. Quero voltar a ver na Assembleia da República um “cavaleiro solitário”, um novo Acácio Barreiros que tão boa conta de si deu e tanto contribuiu para o debate político em 1975. Agora imaginem se pudéssemos ter vários solitários no Parlamento, deputados verdadeiramente descomprometidos com os lobbies dos poderes económico e político, sem disciplinas de voto idiotas e contra-natura, que agissem em consciência e preocupados apenas com a satisfação dos compromissos assumidos perante o eleitorado.

6 comentários:

Fada do bosque disse...

Como sempre, estou consigo, Carlos!
Bom Senso, é no seu Blogue...

Isabela Figueiredo disse...

Fico muito contente com esta tua intenção. O PCTP-MRPP tem um líder de quem gosto bastante. É raro não concordar com ele.

Helder MC disse...

De facto é o melhor caminho.
Como sou de direita acho que vou para o PPMonárquico. Mas tudo depende de como estiverem as sondagens. Se estiver renhido voto na alternativa democrática :P

Fernando Teixeira disse...

Bom seria que isto de votar em partidos pequenos dessa estabilidade o pior é que não dá. O bom que não seria houvesse um D.Quixote, que desse outra forma de estar na vida politica. Para mim continuo a pensar que, os maus políticos estão na classe de advocacia, a classe predominante no parlamento. Não sou contra a classe, sou contra a uma classe falante. Falam e acabam por ser como os outros. Assim, prefiro jogar pelo seguro. Eu, Vou votar no PS.

Ferreira-Pinto disse...

Os dois únicos partidos com clara vocação de poder em Portugal são, para nosso mal, o PSD e o PS. Num não consigo, por muito que me esforce, votar pois sempre me recordo da arrogância crónica da maior parte das suas gentes de topo; no outro voto tendencialmente mas, sempre que são chamados à condução do destino da Nação, têm a horrível tendência a deixar tudo de pernas para o ar e a atolarem-se em coisas pouco dignas!

Lamentavelmente, o PP está entregue a gente que apenas quer o poder para sobreviver politicamente, enquanto que à Esquerda estamos emparredados entre um PCP cristalizado no tempo e um Bloco que persiste em não querer afirmar o que faria no poder.
Mas, tal como diz, também eu irei votar!

inominável disse...

Parece que até estavas a falar do Calisto Elói, uma das personagens mais geniais do Camilo Castelo Branco... de "A Queda de um Anjo"...

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores