Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sexta-feira, julho 10, 2009

Retratos e mensagens

O fotógrafo português Edgar Martins viu um trabalho seu ser retirado do site do New York Times, porque em pelo menos uma fotografia a imagem foi manipulada digitalmente. Edgar Martins terá utilizado Photoshop para realçar o efeito que pretendia quando fez a fotografia.
O fotógrafo diz que não é um mero intermediário e que, por isso, não se limita a retratar a realidade. Ele quis provocar um determinado efeito, quis comentar a coisa, dar uma opinião.
A discussão que se levantou é se o que ele fez é legitimo, do ponto de vista jornalístico, que era o que o New York Times pretendia ao encomendar o trabalho ao fotógrafo.
Mas quando a discussão chega a este ponto, não se pode restringir ao trabalho de recolha de imagens dos repórteres fotográficos ou de televisão. Quando um jornalista escreve um texto, as palavras que escolhe influenciam a visão que o leitor vai ter sobre o assunto. Dois jornalistas jamais farão a mesma reportagem sobre o mesmo assunto. A subjectividade é total, mesmo se os dogmas da profissão falam em isenção, equidistância e outras coisas impossíveis de alcançar.

foto de Edgar Martins

4 comentários:

Mário Carneiro disse...

A questão, se me permites, é que o NYT publicou o trabalho com a menção de se tratarem de «imagens de longa exposição e sem manipulação digital».
Depois de descoberta a "fraude" o recuo era inevitável.. É certo que nem sempre é assim... há outros portugueses que plagiam textos do New Yorker ou peças de teatro que encenam na Casa do Artista e continuam as suas carreiras.
Depois há uns chatos como eu que têm memória mas que, providencialmente, estão afastados do jornalismo...

Manuel disse...

A questão, se me permites, é que o NYT publicou o trabalho com a menção de se tratarem de «imagens de longa exposição e sem manipulação digital».
Depois de descoberta a "fraude" o recuo era inevitável.. É certo que nem sempre é assim... há outros portugueses que plagiam textos do New Yorker ou peças de teatro que encenam na Casa do Artista e continuam as suas carreiras.
Depois há uns chatos como eu que têm memória mas que, providencialmente, estão afastados do jornalismo...

josé carlos soares .˙. disse...

Polémicas à parte a foto é fabulosa.

Fada do bosque disse...

Fabuloso, são dois comentários iguais no espaço de 1 minuto!!!

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores