Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











segunda-feira, setembro 11, 2006

Medo de sonhar

Havia um miúdo, naquela reportagem da Cândida Pinto, que dizia que sonhar era difícil… E, realmente, é muito difícil. Sonhar é visualizar um desejo. É sentir-lhe a forma, o peso, as cores e, até, sentir-lhe o cheiro. É, ainda, imaginar um mundo perfeito e querer realizar essa utopia.
É, pois, muito difícil sonhar, tal como pedes, querida Isabela: “Hora da redacção: "vamos sonhar": o actual governo angolano desaparecia num ápice, não interessa para onde, todos raptados por extraterrestres, e nunca mais voltariam…”. Sonhar assim é até perigoso… e, sinceramente acho que, desde Fernando Pessoa, mais ninguém disse ter “todos os sonhos do Mundo”.
Dom Hélder da Câmara é que dizia que quando dava pão a um pobre, chamavam-lhe santo, mas que quando reclamava pelas condições de vida injustas impostas pela sociedade, chamavam-lhe comunista. É assim…Não tenho 10 medidas milagrosas, como sugeres. Só encontro uma saída: a revolução. Voltar a partir tudo, para compor mais tarde. Nacionalizar tudo de novo e, enfim, redistribuir verdadeiramente. Mas sei que isso é... um sonho.

4 comentários:

Isabela disse...

Eu também acredito na revolução, em partir tudo, em começar de novo, em nacionalizar tudo, e em distribuir justamente, por quem justamente precisa, e abaixo disso não me calo, e ninguém me cala, em sítio nenhum com palavras algumas. E não tenho medo. Um beijo com muito carinho.

VN disse...

Ainda bem que (ainda)consegues SONHAR :-)
Eu também sonho, mas às vezes "acordo" e é um pesadelo...

inominável disse...

Espero que "partir tudo" seja a forma abreviada de "repartir tudo" :)

Acho que era em Germinal que Émile Zola tão bem representava os dois lados de uma revolução assim... dessa em que os bens são repartidos por todos... infelizmente, o final do livro é bastante pessimista, a ilustrar a manutenção do status quo e a sobrevivência de apenas alguns, depois da luta... O nosso ditado "quem parte e reparte fica sempre com a melhor parte"...

-pirata-vermelho- disse...

Não sei se é sonho...
Vai haver revolução - não será todavia uma daquelas como as concebemos(ou gostariamos...) nem feita por 'nós'.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores