Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sábado, setembro 23, 2006

Eleições no Congo (sei que ninguém liga a isto, mas a mim interessa-me...)

O que se passou em Angola, em Outubro de 92, parece ir repetir-se agora em Kinshasa.
A segunda volta das eleições pode nunca chegar a realizar-se… ontem, um incêndio destruiu a sede da campanha do principal rival do presidente Kabila e, logo, os apoiantes de Bemba acusaram os apoiantes do presidente da autoria do atentado.
Se foi atentado, é certo que foram os tipos de Kabila… apesar de ter vencido na primeira volta, com 48% dos votos, Kabila preferiria, estou certo, não ter de arriscar uma segunda volta. O risco de perder é real… é mais que garantido que a maioria dos que combateram o regime dinástico dos kabilas irão, agora, votar contra ele…O paralelismo com o que se passou em 92, em Luanda, é mais do que evidente… Bemba, tal qual fez Savimbi então, também lançou acusações de fraude na contagem dos votos da 1ªvolta. Kabila, tal qual fez José Eduardo dos Santos, utiliza a força do Estado para se proteger…
A 1ªvolta decorreu em 30 de Julho. Depois dos resultados terem sido divulgados, em 20 de Agosto, já morreram 23 pessoas (pelo menos) vítimas da violência política. Ainda assim, o processo eleitoral parece que se mantém e a 2ªvolta deverá realizar-se agora, em 29 de Outubro.
A comunidade internacional, como sempre, só quer que as eleições se realizem com um mínimo de dignidade. O que interessa, acima de tudo, é que dali saia um poder com alguma legitimidade, nem que seja só aparente…
Tenho a certeza, pelo que já vi em processos idênticos, que a batota é forte e aproveita a todos. Mas, no final, as aparências terão de ser mantidas e haverá um porta-voz dos observadores internacionais a proclamar a “transparência” do processo e a “liberdade” com que os votantes exercitaram a função…

nota: gosto especialmente desta foto, que tirei num comício em Bissau, nas primeiras eleições depois da guerra civil.

7 comentários:

Su disse...

gosto de passar aqui com tempo e ficar lendo suas historias partilhadas
qto à foto é simbolica em relação a uma vitória aparente....mas força...sempre
jocas maradas de tempo

Isabela disse...

Também gosto da tua foto.
Não é verdade que ninguém ligue a isto, não fiques tão pessimista. Poucas pessoas podem fazer alguma coisa, é isso. E não são dilemas com os quais seja fácil viver.

Leston Bandeira disse...

O mais preocupante é a certificação da comunidade internacional - assim chamada - e onde se abrigam os responsáveis pela corrupção inimaginável que conduz a estas situações

Denudado disse...

O terceiro candidato mais votado (e que por isso ficou pelo caminho), Étienne Tshisekedi, já declarou apoiar Kabila na 2ª volta. O mesmo fez o filho do Mobutu, que também se tinha candidatado. Tudo aponta para uma vitória do Kabila, portanto.

Esta oposição entre Jean Pierre Bemba e Joseph Kabila configura uma oposição entre o Leste e o Oeste da RDC, em que Bemba tem mais apoio no Oeste (onde predomina o idioma lingala) e Kabila no Leste (onde a língua mais falada é o swahili). Rezemos para que tudo isto não degenere numa guerra civil.

mch disse...

Boa Foto, boa malha, e talvez numa noite de tempestade um viajante aprenda que água mole em pedra dura...
mch

Ida disse...

É impressionante a sua capacidade de produzir! Fico uma semana sem vir, qdo volto... voilà... é todo o continente em ebulição nas mesmas e repetidas amaldiçoadas circunstâncias de sempre... mas o olhar q se lhes põe faz toda a diferença. Vc faz toda a diferença, Carlos Narciso. E faz-nos também penetrar um mundo que quase parece outro planeta a seres urbanos e digitalizados, sem conexão concreta com esse lado devastado do mesmo oceano que avisto da minha janela.

ELCAlmeida disse...

A similitude entre Angola e o Congo Democrático são muito grandes.
Por esse facto não surpreenderia que aquilo que prevê possa, infelizmente, vir a acontecer.
E tal como em Angola, o culpado será sempre o "outro"... para a Comunidade Internacional.
Cumprimentos
Eugénio Almeida

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores