Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











segunda-feira, setembro 18, 2006

As aparências iludem

Até pode parecer que ando a organizar a papelada da minha vida, mas não. Acontece que, volta e meia, remexo nas coisas e “descubro” velhos episódios…
Agora, encontrei o passepartout que o SPLA emitiu quando fui ao Sudão pela 2ª vez.
Estava num dossier, no meio de papelada diversa onde predominam documentos relacionados com a minha saída da SIC em 2003. Essa é uma outra história que vos contarei um dia destes…

O interessante sobre este documento do SPLA é o carimbo que o autentica. Em tinta roxa, certifica-se que o documento que me autorizava a viajar foi passado pelo Sudan Relief and Rehabilitation Association, uma ONG sedeada em Nairobi, no Quénia, que alegadamente se dedicava às crianças órfãs da guerra civil sudanesa. De facto, a sede da SRRA era a “embaixada” do SPLA no Quénia. Era, ainda, através desta ONG que o SPLA administrava boa parte do dinheiro doado pelos seus amigos ou aliados para a sustentação da guerra.Foi fácil obter este documento, sem o qual não teria conseguido viajar. Foi fácil porque quem solicitou a autorização foi a Igreja Católica, através da Diocese de Rumbek, uma cidade importante no sul do Sudão, cujo Bispo, um italiano, vivia refugiado em Nairobi.
Às vezes, encontramos apoios onde menos se espera, não é?

A segunda foto é um recuerdo dessa viagem. À minha direita está Dorinda Cunha, a heroína dessa história que contei num documentário intitulado "Missão Impossível", exibido na SIC, trabalho que mereceu o prémio Jornalismo Contra a Indiferença atribuído pela AMI.

9 comentários:

planaltobie disse...

Não será à sua esquerda e à direita do observador?

CN disse...

sim, claro... :-)) Dorinda é a senhora branca. está à minha esquerda e à direita do leitor.
Às vezes baralho-me...

-pirata-vermelho- disse...

Baralhe-se qu'a gente entende na mesma. Parabéns pelo seu trabalho que agora aqui vai aparecendo e que terá passado despercebido (?) por dispersão, na época.

BlueShell disse...

Gostei de aqui passar! Voltarei!

beijo azul...de uma concha que ...por ser azul...é diferente das demais!

BlueShell

VN disse...

O visto da SPLA é um papel a não perder,
tu mereces-te o prémio,
mas a DORINDA ... merece um ainda maior(tipo Nobel).
O que será feito dessa Missionária ?

Isabela disse...

Como fazes anos hoje, quero dar-te os parabéns, e muitas beijocas, e se eu não estivesse de dieta pagavas-me uns copos que te lixavas!
1958... vais lindo, vais! Nem te vou fazer as contas!

Mas deixa, pensa no Robert Redford e no Harrisson Ford e nesses que tu sabes que a gente sabe! Têm ganho muita clientela agora!

Tenho um primo meu que também deixou de fazer as minhas quando cheguei aos 33.

E como fazes anos ofereço-te esta história, que me aconteceu ontem (e que te vai fazer roer de inveja!)
Um puto disse-me "ah, você já têm assim tantos?!, mas a minha tia tem 37 é é igual a você!"

:)
:)

Quem é que já tem o ano feito?!

CN disse...

agora, surpreendeste-me... filha da mãe! beijocas para ti também, Isabela.

maria_arvore disse...

Costumo lê-lo sem dizer uma palavra. Absorvo e fico contente.

Mas ao ver o passepartout, senti-me impelida a desejar-lhe Muitos Parabéns!

Patrícia Nogueira disse...

Gosto de saber estas histórias, mas gostava de ler, um dia, essa que se passou em 2003.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores