Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sábado, fevereiro 28, 2009

A Arte é uma convenção

Segundo a Agência Lusa, “o Director Nacional da PSP, Oliveira Pereira, reconheceu que a PSP errou ao ter apreendido cinco exemplares de um livro que reproduz na capa uma pintura de Gustave Courbet mostrando o sexo de uma mulher, em Braga.
- Eu assumo pessoal e profissionalmente, acho que devemos todos assumir os erros que cometemos e, na minha opinião e depois de uma análise, é minha interpretação que errámos e assumimos o erro, disse Oliveira Pereira.”


E eu, sem querer desculpar ou acusar ninguém, pergunto quantos portugueses ao olharem para a capa do livro não terão uma reacção, no mínimo, de espanto…
O quadro do pintor francês é tão realista que mais parece uma fotografia… e só quem estudou alguma coisa de História da Arte poderá saber que se trata de uma pintura de Gustave Courbet e não uma fotografia tirada por um qualquer voyeur a uma vadia de um dos bares de alterne de Braga…

Desde que a dita senhora foi pintada por Courbet que a polémica não larga a obra do pintor que viu a exibição do quadro ser proibida, tanto em França como noutros países. Aliás, classificar uma obra deste género como Arte é uma questão muito subjectiva, que apenas depende da convenção que se queira adoptar. Noutras circunstâncias, o quadro de Courbet poderia bem ser considerado pornografia, sem grande espanto.

Cá por mim, a PSP está desculpada… além de que esta historieta já atraiu mais atenção do que mereceria… o que só se justifica pela oportunidadezinha rara de se ter uma boa justificação para se publicar uma foto de uma gaja escancarada sem que pareça mal.

3 comentários:

Helder disse...

As ditas senhoras dos bares de alterne merecem um pouco mais de respeito senhor CN. Quanto á obra de arte em questão apesar de a considerar chocante não deixo de lhe dar mérito por estar muito á frente para o seu tempo e até para o tempo actual. Que dizer dos trabalhos fotograficos de Spencer Tunick. Cumprimentos

Isabela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Isabela disse...

Não me choca que os polícias não soubessem. Não é uma obra que apareça nos livros da escola, penso que a maior parte das pessoas não conhece. Além disso, é um quadro muito desinteressante do ponto de vista plástico. Eu própria nunca saberia quem era Courbet se há uns anos atrás não me tivesse deparado com esta obra na internet, repito, na internet, e em nenhum outro lugar. E também é óbvio que se eu mostrasse isto à minha mãe, ela diria logo que era sacanagem. ;)

(Desculpa, tive de apagar e voltar a escrever porque tinha um erro ortográfico daqueles mesmo muito cabeludos!

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores