Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sexta-feira, fevereiro 06, 2009

Barbaridades


Mutilação Genital Feminina foi o tema da dissertação da minha licenciatura em Relações Internacionais. Há coisas que não se podem aceitar, mesmo sabendo que são costumes antigos, tradições ancestrais. A estupidez não se pode perpetuar à conta disso. A tradição tem de deixar de ser…
Hoje é Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina. Portugal é considerado pela OMS como país de risco quanto à prática da mutilação, principalmente entre as comunidades islamizadas aqui radicadas, como é o caso, por exemplo, dos provenientes da Guiné-Bissau onde algumas etnias continuam a realizar esse ritual sinistro.

2 comentários:

Léia Carvalho - LC disse...

O tema é importante de ser tratado realmente, há que se compreender que a mulher é um ser completo e quando um pedaço lhe é tirado matasse parte de uma pessoa e isso é crime.

PS: esse cartaz é lindo não?

Isabela disse...

Curiosamente não é um assunto muito falado por cá, e eu creio que é por vergonha.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores