Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











quinta-feira, abril 09, 2009

Sócrates versus jornalista

À distância, acompanho o “drama” do jornalista que foi processado pelo primeiro-ministro. Leio coisas pungentes, como a alegada tendência de Sócrates em mover processos contra os fracos e não o fazer contra os fortes, em circunstâncias idênticas.
Estranho, apenas, o facto deste bravo jornalista não ser nem o primeiro nem o único a ter sido alvo de processos judiciais no exercício da profissão e, que me lembre, nunca tamanha onda de indignação se ter levantado antes. Além de que, lá porque o processo foi movido por um governante, não quer dizer que o jornalista vá perder a causa. Os tribunais existem para que o cidadão se possa defender e, creio, se algum dos litigantes tem anti-corpos que possam influenciar a apreciação da questão pelo juiz, o primeiro-ministro está aí em grande desvantagem.


3 comentários:

Isabela disse...

Vaidoso, mentiroso e cobarde.

Isabela disse...

O ministro em questão é vaidoso, mentiroso e cobarde.

Maria Henriques disse...

palavrinha de honra que eu até estimo os jornalistas mas acho que alguns se passaram.

--Ora pois claro , como é a gente se podia esquecer de prof Medina carreira?

Nem nós o podemos esquecer , nem ele deixa; que o excelso professor não perde pitada e ele são só encómios para que as têvês amigas lhe dêem o almejado tempo de antena, para ele expôr o seu pensamento que antigamente era ecléctico mas que agora já nem por isso.

http://apombalivre.blogspot.com/2010/02/palavrinha-de-honra-que-eu-ate-estimo.html

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores