Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sexta-feira, fevereiro 02, 2007

Há malucos para tudo

O Presidente da Gâmbia, Yahya Jammeh, diz que consegue curar a SIDA, em 3 dias.
O Ministro da Saúde confirma as afirmações do Presidente, garante que os doentes que estão a ser tratados pelo Presidente com ervas medicinais estão a melhorar.
A capacidade de curar a SIDA foi anunciada pelo próprio Jammeh, perante o corpo diplomático destacado em Banjul.
Que se saiba, nenhum dos embaixadores presentes ousou duvidar, em voz alta, das afirmações do Presidente.


Esta notícia está a ser divulgada pela BBC. Se quiserem ouvir tudo, sintonizem sábado o BBC Service’s Weekend Network Africa. Pode ser que alguém tenha a coragem de dizer que estes tipos estão loucos. Afirmar coisas destas é de uma irresponsabilidade tremenda, porque se uns se calam por medo, outros acreditarão piamente nas palavras do Presidente Jammeh. Não é assim que se promove a educação necessária para implementar comportamentos sexuais que contribuam para a luta contra a SIDA.

10 comentários:

inominável disse...

não foi também na África do Sul que a ministra da saúde ou responsável pelo programa contra a sida disse outras "escabridades" como estas???? este senhor, deve-lhe ter copiado os vícios ou, no pior dos casos, a má-fé... e isso é mesmo muito feio!

mmclsdn disse...

... eu cá ñ me permito criticar...e se há algum fundo de verdade nisso? É melhor que os cientistas, se poderem investiguem...será que o homem deixa (Jammeh)!?! Esperemos que ñ seja segredo!! Tudo isto para além da informação (educação sexual necessária),ñ estar mínimamente em causa.
É que às vezes os loucos ....!! MMN

ELCAlmeida disse...

Ora aqui estão dois candidatos ao novél Prémio Nobel da Medicina Alternativa: a ministra da súde sul-africana e o presidente d' A Gâmbia.
Qual deles irá estender as "gâmbias" para o paraíso fiscal mais discreto e que melhor paga?
Ele há cada doido... ou quem sabe...
Cumprimentos
EA

Denudado disse...

Está (também) maluco, Carlos? (Espero que não se ofenda). Quer pôr-nos a ouvir a BBC às 6 da madrugada no fim-de-semana?! Ai o meu rico soninho!

Felizmente que há a Internet para nos pouparmos a tão sobre-humano sacrifício. A emissão pode ser escutada a qualquer momento aqui.

Uma palavra se me impõe a respeito do referido programa Network Africa, do World Service da BBC. Não tenho a menor hesitação em afirmar que é um dos melhores programas de notícias e de actualidades que existem em rádio. É a BBC no seu melhor. E os locutores são todos africanos. A página do programa na Net é esta e os links para a sua escuta estão à direita.

Se alguém preferir escutar o programa em directo pela rádio e não pela Internet, poderá ouvir a emissão das 7:30 horas em condições geralmente muito boas, em ondas curtas em 15400 kHz, através de um emissor situado na Ilha de Ascenção (e não na Inglaterra). Eu próprio ouço o programa tão assiduamente quanto me é possível.

Isabela disse...

Em África há este problema: confundir-se o chefe político com o feiticeiro tribal, ou seja, o representante directo dos deuses. Esta semana estive a ver na RTP África um programa gravado em Moçambique sobre métodos de prevenção contra a SIDA e fiquei banzada. Jovens e velhos entrevistados na rua achavam que a melhor forma de prevenir a SIDA era a fidelidade ao parceiro ou parceira (a gente está mesmo a ver!)e a abstenção sexual! Não ouvi ninguém falar em preservativo. Ora, fidelidade e abstenção sexual em África, valha-nos Deus! Tens de dizer aos teus amigos missionários que comecem a mostrar uns preservativos na missa, em vez da treta da fidelidade e da abstenção, ou qualquer dia não sobra ninguém para contar a história.

-pirata-vermelho- disse...

Por vezes penso que o que se passa 'em África' (passe a imprecisão que, em tod'o caso, erra pela menor...) tem um paralelo no que se passa 'na escola' portuguesa - tudo se aceita em nome de culpas mal por anteriores excessos (?).
O resultado está à vista; ninguem ataca a questão pela base - rejeitar os dirigentes africanos no que tiverem de pernicioso, vicioso ou mesmo apenas jocoso. Nada justifica que se reconheçam direitos a grupos organizados, encabeçados por (aqui, dando grandes saltos mas sem perder o critério) IdiAmins, Mobutus, DosSantos e outros, pelas razões que se conhecem e que nenhuma autodeterminação-panfleto justifica.

Barreiros disse...

Caro Carlos,
A notícia é realmente extravagante e revela partes aberrantes da natureza humana. Mas, relembro-lhe, só para enquadrar as coisas, que alguns reis do ocidente, no antigo regime, nomeadamente em França, atribuiam-se os mesmos poderes; um historiador francês, March Bloch, relata isto em Os Reis Taumaturgos, salvo erro traduzido em português. As estruturas antropológicas da doença e do poder estão disseminadas e fazem aparições aqui ou ali entre os vários grupos humanos. E mesmo as ditas "democracias" continuam a ter "tiques" retirados das antigas realezas sagradas (caciquismo, presidentes que parecem reis, imperadores ou mesmo com laivos de divino)... Humano demasiado humano, como dizia o outro
cumprimentos
LM

Jorge Rosmaninho disse...

Na Guiné-BIssau já tinhamos visto a nº 2 da Assembleia defender coisa igual. Um presidente!!! é mais grave!

ELCAlmeida disse...

Pois é meu caro, veja aqui: http://www.angolapress-angop.ao/noticia.asp?ID=507693.
Um presidente-curandeiro.
Kandandu
Eugénio Almeida

CinZenTo disse...

Acontece que o mundo não é teu ego apenas nem é a comunidade cientifica (dita) internacional.
Já ouviu falar em Roberto Giraldo, Peter Duesberg e Perth Group só para citar alguns?
Quem é a comunidade cientifica internacional? Sempre os mesmos que se apressam a criticar primeiro tudo que vai contra seus dogmas. Cada vez parecem mais uma religião de fanáticos que se defende exactamente com esse argumento sempre que aparece algo que vai contra os dogmas e INTERESSES instalados, chamando outros de fanáticos, primitivos, ignorantes etc
Sabem muito mas não tudo e se querem ser uma religião como as outras então fiquem no seu cantinho negando o que vos não interessa. Estou para ver onde vão meter a fisica quantica que tanto se aproxima de ensinamentos espirituais... Talvez a vão negar e dizer que não é ciência já que desfaz muitos dogmas cientificos anteriores!
Não existe ciencia nem comunidade cientifica internacional! Ciência é algo mais que limitações e CCI é algo mais que um bando de industrias farmacêuticas a pagar estudos que lhes convêm.
Da minha parte rezo por aqueles que tomam retrovirais por não conhecerem mais nada e acreditarem sempre nos mesmos, naqueles sem respostas mas arrogantes suficientes para serem a CCI e donos do saber.
Digam isso aos meus amigos seropositivos que precisam da esperança que essa notícia trouxe. Digam isso aos meus amigos que sofrem de sida por tomarem retrovirais pk tb se morre de sida pelo tratamento que tanto divulgam e promovem!
Fiquem bem!

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores