Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











terça-feira, fevereiro 27, 2007

Estão a emparedar o Património Mundial da UNESCO, em Évora.

Desde 1986 que o centro histórico de Évora faz parte do património mundial classificado pela UNESCO. A lista inclui 830 locais ou monumentos de todo o Mundo que, no conjunto, formam uma herança que todos temos a obrigação de legar às próximas gerações.
Fazer parte desse património não serve, apenas, para incentivar o turismo ou o ego de autarcas e demais políticos. Antes de mais, resulta na obrigação de preservar esse património. Preservar é sinónimo de defender ou proteger. Isto é, não deixar cair de podre os telhados das casas, manter as paredes direitas, os caixilhos nas janelas, as velhas portas de batentes grossos. É também manter os locais vivos, com gente que lá queira morar, com fumo a sair pelas chaminés, com gatos escondidos nas sombras dos alpendres, com artes e ofícios.
Talvez se lembrem que não é a primeira vez que abordo aqui esta questão…

... se volto a falar disto é porque acho que vale a pena, primeiro que tudo. Depois, porque a minha irmã me enviou fotos de uma das casas que anteriormente eu tinha fotografado, relevadoras de como alguém decidiu emparedar uma casa construída antes da partida do Vasco da Gama para a Índia.
Fico com a sensação de que a autarquia de Évora não está a ser competente, na defesa deste património único no Mundo. O que dirá a UNESCO disto?

4 comentários:

isabel victor disse...

É de bradar aos céus !

Mas porquê senhores ? Porque lhes dais tanto poder ? Porque os deixais ...

Que abandono ...

Abraço

Matvey disse...

É uma lógica de "anti-cultura".

Fosse a UNESCO mais rigorosa na manutenção do título de "Patromónio da Humanidade" e provavelmente muitos dos locais que em Portugal estão classificados já teriam, há muito, deixado cair o galardão.

O Porto é um belo exemplo do abandono a que são condenados os P.H portugueses.

isabel victor disse...

Olá CN, hoje não venho falar de assuntos sérios ... mas de um sério assunto, de uma celebração a decorrer no " Caderno ...", à volta de uma certa árvore.

Beijos de festa *****
e ... obrigada pela companhia

Sónia disse...

Ó Carlos,é mesmo um prazer pôr a escrita em dia contigo.É bom ouvir-te falar, sempre com um sentido muito didáctico para quem se fica pela escrita. Temos de almoçar. Pagas tu, boa?

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores