Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











domingo, fevereiro 25, 2007

A Margarida e o Nuno

Acabo de ler uma notícia que me deixou aliviado. Trata-se do acordo extra-judicial alcançado pela Margarida Marante e pelo Nuno Santos. Os dois tinham um litígio em tribunal, por alegadas declarações difamatórias da Margarida. Estou aliviado porque eu era testemunha da Margarida e, para ser sincero, não me sentia muito bem nesse papel. Trabalhei muitos anos com os dois. À Margarida, conheço-a desde sempre. Andámos juntos no Liceu Rainha Dona Leonor, fomos camaradas de partido político, camaradas de trabalho na RTP e na SIC. Devo-lhe algumas atenções raras, que outros não tiveram comigo. E gosto da coragem dela. Conheci o Nuno na SIC. Fui o seu primeiro coordenador no programa Praça Pública, que ele apresentava a meias com a Júlia Pinheiro. Depois fui, durante uns dois anos, coordenador do Jornal da Noite aos fins-de-semana, que o Nuno Santos apresentava. Sempre gostei de trabalhar com ele. É um tipo inteligente e eficaz e tem uma especial capacidade de improviso, condição essencial para se ser um bom apresentador de noticiários. Sempre considerei que, na SIC, o Nuno Santos era o segundo melhor pivot, logo depois do José Alberto Carvalho e muito à frente do Rodrigo ou do Camacho. Hoje, o Nuno Santos está a desempenhar de modo brilhante o cargo de Director de Programas da RTP, facto que deve causar muitos engulhos aos tipos que, na SIC, sempre o menosprezaram.

2 comentários:

Ricardo disse...

Viva,

Acho salutar que se façam elogios públicos aos amigos com esta frontalidade que é o mesmo que dizer avisando desde início sobre a declaração de interesses - o da própria amizade. Tenho pena que Margarida Marante esteja afastada da televisão e concordo que Nuno Santos tem feito um trabalho exemplar na RTP mas quanto ao "ranking" deste último como pivot, sem colocar em causa o seu profissionalismo e qualidade, já coloco em causa. Concordo que José Alberto Carvalho é um excelente pivot, talvez o melhor que temos, mas não consigo colocar Nuno Santos logo atrás.

Desda a nova geração que a SIC-Notícias formou ou a velha que reaproveitou (estou a lembrar-me, por exemplo, do Mário Crespo ou da jovem dupla que agora foi desfeita), até aos vários que habitam na 2: ou até ao próprio Carlos Daniel, tenho dificuldade em colocar, por escolha própria, o Nuno Santos em segundo.

Cumprimentos,

Elisabete Alfaiate disse...

Foste camarada de partido político da Margarida Marante? Pensava que a Marante pertencia a outro lado, então.
Gosto do Nuno Santos.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores