Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











terça-feira, junho 06, 2006

Pedro Sousa Pereira

Se Mário Castrim ainda fosse vivo e ainda escrevesse crónicas de televisão, diria que “vendem a prata e ficam com a lata”. Esta frase foi escrita em 1992, quando a RTP permitiu, sem estrebuchar, o êxodo de dezenas de jornalistas para a SIC (com as consequências que depois se viram) e seria hoje aplicada à vontade que os jornalistas da SIC terão em sair dali para qualquer lado.
Vem isto a propósito da saída de Pedro Sousa Pereira da SIC para a Lusa. Bom, a agência noticiosa fica a ganhar um excelente repórter, um fantástico contador de histórias e, creio eu, um tipo íntegro.
Para quem não conhece o Pedro e gostaria de ficar a conhecer, vão à Feira do Livro e folheiem “Paralelo 75 ou o Segredo de Um Coração Traído”. A prosa é do Jorge Araújo, outro excelente repórter, e as ilustrações são do Pedro. É o terceiro livro desta dupla que, curiosamente, se conheceu em plena reportagem em Timor Leste. Pedro Sousa Pereira estava abandonado na SIC. Vivia uma espécie de exílio na sua própria redacção. Agora, os senhores directores vão poder dizer ao patrão que já conseguiram economizar mais mil e quinhentos euros por mês. O patrão vai ficar todo contente e os senhores directores talvez tenham um up grade na próxima renovação da frota automóvel. Que bom. É assim mesmo que se faz televisão.

9 comentários:

Anónimo disse...

apesar de por ali passar umas horas soube da notícia por ti.... naquela casa já nem as notícias são notícias... a saída de um dos melhores contadores de histórias no exílio é mais um capítulo da "tragédia do armazém de bananas"... poupa-se uns tostões e vende-se mais gato por lebre.... Pedro és o Maior, Carlos és o Maior, somos todos os maiores e pertencemos a um grupo que se pode orgulhar de ter feito a diferença e pago por isso.
Abraços
PT

-pirata-vermelho- disse...

Bem contado, cn!

Pode continuar.

cidadão comum disse...

ah, assim está melhor poder comentar sem ser com usuário. Vir cá continua a ser um aprendizado único. Continue e tenha um bom dia.

ps boa sorte para os exames se estiver na época disso.

exactamente disse...

O que eu sei é que já só vejo a 1 e a 2, nas generalistas. E o Nuno Santos é o homem dessa mudança.

125_azul disse...

Já nem prata nem lata, só lixo. E nem põem na reciclagem...

bibas disse...

muitos dos bons jornalistas de hoje são para abater,principalmente na televisão,tal como em 1992,e até antes dessa data.Acontece que gosto da maior parte daquilo que escreve.Não nos temos cruzado no rio,porque não tenho feito vela.Você continua?

cj disse...

a qualidade? é avaliada pela audiência deste nosso povo, que já se sabe do que gosta...

Anónimo disse...

Pois. Pedro Sousa Pereira? Hummm...Não esteve em Macau? E a especialidade dele não era fazer entrevistas para o António Bondoso, chefe de Redacção da Rádio Macau, censurar? O mesmo sítio onde trabalhou o sub-director da Lusa, Paulo rRego, antes de se dedicar ao trading e à restauração? Hummmm...Pois.

Cactus Flower disse...

A informação da SIC/SIC Notícias volta a ficar mais pobre com a saída de mais um grande profissional. Raio de país este, onde quem tem valor é tão maltratado e os medíocres tomam conta de tudo. País de vistas curtas, que se contenta com pechisbeque, quando poderia ter a prata... O Pedro não merecia ser tratado desta maneira e faço votos para que, agora, saibam dar-lhe o devido valor.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores