Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sexta-feira, agosto 28, 2009

Genuflexões


Desde o dia 23 que ando a ver o telejornal da televisão pública na Região Autónoma da Madeira. Seis telejornais, sete aparições de Alberto João na pantalha. O madeirense Alberto é um pouco como aquele “cubano” que dá pelo nome de Marcelo… fala sobre tudo, tem opinião sobre tudo, todos o escutam, ninguém prescinde dele. Opiniou contra o casamento gay, contra a visita de Sócrates à “sua” ilha, contra uma alegada influência bolivariana no regime político português, contra a existência de “espiões” nas instituições públicas madeirenses, contra a greve na TAP, embevecido pela realização de uma exposição bienal de arte na ilha de Porto Santo, contra a iniciativa do Governo da República ao promover o turismo na Madeira junto do mercado russo…
Alberto tem o microfone RTP-Madeira sempre aberto para ele…

8 comentários:

Fada do bosque disse...

É colocar-lhe uma bola vermerlha no nariz e o BATMAN trucida-o!

Fada do bosque disse...

O Carlos desculpe, eu sei que o assunto é sério, mas o raio do homem, deve ser ficção... da Marvel... Gotham vai de vento em popa, com o Pinguim... agora falta chamar o Batman. E afinal, com o nariz vermelho anda sempre... :)

mfc disse...

É um pouco como o Almanaque das Missões... desde anedotas requentadas, passando pela melhor forma de plantar nabos, presenteia-nos sempre com aquele extremo bom gosto da boçalidade assumida.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Já diz o ditado que quem muito fala pouco acerta e é bem verdade.
No caso concreto acho que estamos mesmo perante um caso perdido.
Mas o que mais me preocupa e é demonstrativo da falta de cultura (não apenas cultura política) do Povo é que indíviduos destes sejam eleitos democráticamente e com maiorias esmagadoras. Ao fim de 34 anos já deviamos de ter evoluido mais.

andrea disse...

pela cor da pele é também grande apreciador e principal cliente das caves da ilha.
o que talvez explique a verborreia.
abraço.

Fada do bosque disse...

Ficou aí uma sucessão de comentários... que nem lhe digo nada!... já me fartei de rir! :)))

Motim disse...

Alberto João Jardim é o único político português livre e independente, que serve apenas o interesse da Madeira (que o elegeu), não obedecendo ao Bilderberg nem a nenhuma maçonaria. É claro que isso incomoda muita gente, principalmente à esquerda.

Fada do bosque disse...

Percebeu esta?!Tem lógica mesmo...
Sim senhor! :)) lol

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores