Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











quarta-feira, agosto 12, 2009

(o meu) Programa eleitoral - 4


Vamos então falar de Saúde.
Na semana passada fui ao oftalmologista com a minha filha Sara. Eu, há 4 anos que não fazia um exame aos olhos e a miúda está naquela idade em que as dioptrias aumentam acompanhando o crescimento da criança.
15 minutos a cada um e dê cá 110 € (55 each…). No meu caso, fiquei a pensar que mais valia ter ficado quieto, já que o médico não encontrou nada a assinalar e não tenho necessidade de mudar de lentes. O pior é que, como estou desempregado, os recibos não me servem para nada, já que sem rendimentos para declarar ao IRS não posso esperar qualquer recuperação destas despesas. Portanto, os desempregados não podem ir assim ao médico especialista quando acham que precisam. Temos de ir ao Centro de Saúde esperar por uma consulta com o médico de família, esperar que o senhor doutor ache bem passar uma credencial para a especialidade em questão e aguentarmos uns meses que nos chamem para a tal consulta com o especialista. Mas só pagamos as taxas moderadoras…
Comparando com França… o utente vai ao médico que quer, quando quer e paga por uma tabela estipulada pelo Estado. Se bem me lembro, consultas de clínica geral rondam os 20 € e as especialidades são pagas a cerca de 50 €. O médico passa obrigatoriamente uma factura que, poucos dias depois de ser remetida à Segurança Social é reembolsada em boa parte. Ou seja, uma ida ao médico fica em poucos euros… e não há urgências hospitalares entupidas.
Bom, nem tudo serão rosas no serviço de Saúde em França, mas mete o nosso num chinelo. Não sei por quanto tempo, porque parece que Sarkozy anda a pensar em "poupar" uns cobres ao orçamento do Estado e adivinhem lá onde será que ele vai cortar nas despesas...
Portanto… senhores candidatos a deputados, imaginando que se preocupam bastante com estes problemas reais da vida, aguardo pelas vossas promessas eleitorais... para decidir conscientemente em quem votar.

12 comentários:

Karocha disse...

http://infamias-karocha.blogspot.com/

andrea disse...

Pois vamos la entao falar de saude, da minha e da dos outros.Em relaçao aos médicos de familia, os generalistas como aqui se diz, cada cidadao escolhe o que quer tendo apenas depois de remeter um impresso devidamente preenchido pelo médico ao centro de saude da àrea de residencia.A partir desse momento passa a ser esse clinico que acompanha o cidadao, cidadao esse que pode mudar de clinico quando assim entender bastando para tal voltar aremeter ao centro de saude o respectivo impresso.Novidade absoluta é que todo este processo pode tb ser feito pela net.A consulta custa 22 euros e o estado devolde dois terços disso, para o efeito cada cidadao dispoe de um cartao, a carte vital, que apresenta ao clinico que a coloca num leitor proprio onde regista os actos clinicos, indicaçoes para consultas a especialistas 40 euros, ou analises ( hemograma) 7 euros.
Esses dados sao transmitidos ao centro de saude que procede ao pagamento dos tais dois terços por transferencia bancaria e num espaço de tempo de normalmente 72 horas.Nada mau.
Portanto o cliente so paga 1/3 da conta.Nada mau mesmo.
Claro que a maioria das pessoas tem depois um seguro complementar de saude, privado, que paga o tal 1/3.
Para mim que ja sou velho e carunchoso o tal seguro custa 48 euros por mes e cobre tudo desde quebra de vidros ate atropelamentos pelo tal RER A.
Isto é o serviço nacional de saude frances e é acessivel para toda a gente que reside em frança ou esta de passagem.
Claro que depois ha os privados que nao estao convencionados 70 a 90 euros por consulta e ai o estado nao paga nada excepto se o serviço for indicado pelo tal médico de familia e la voltamos aos tais 2/3.
Ah mas as filas de espera e tal e coiso.... so se for ai, aqui o maximo que esperei por um médico foram 30 minutos e o homem so faltou pedir desculpa de joelho no chao.
Bom isto de uma maneira geral e teorica é assim que funciona.
Agora a minha experiencia concreta.
Em Dezembro do ano passado fui parar as urgencias de um hospital publico fora da minha àrea de residencia, pas de probleme.
Estava a sentir-me mal, tonturas falta de força, resumindo, um valente susto cinco dias de internamento nos cuidados intensivos um "stent" coronario e a promessa de outro para um mes
seguinte e que fosse a procura de um cardiologista para acompanhar o processo mas se nao conseguisse nao havia problema ja que seria o chefe de serviço daquela area e naquele hospital que se encarregaria de o fazer.Nada mau.
Custo desta operaçao toda ou seja 9 dias de internamento nos cuidados intensivos em quarto particular ( nao pedi nada) mais duas intervençoes cirurgicas, medicamentos, um batalhao de exames, 89 euros meus senhores e minhas senhoras.
E depois devolveram-me os tais 2/3.
Entretanto e em relaçao ao tal cardiologista falo com um ex-patrao daqui que me indica um nome que por acaso é presidente do instituto do coraçao de frança e que se chama Chabrol.
Este senhor hoje semi-reformado foi apenas o primeiro médico a fazer um transplante cardiaco na europa, nao foi prémio nobel por uma semana.
Pois este senhor deu-se ao trabalho de me telefonar pessoalmente, me indicar um médico da sua equipe, outro professor, e apos a primeira consulta e depois de receber o relatorio do outro voltou a telefonar para saber se eu tinha sido bem tratado...
Portanto eu sou o primeiro ministro e isto nao esta a acontecer comigo, mas aconteceu mesmo e da uma ideia da excelencia da medicina publica aqui por estas bandas.
Para rematar como passei a ter uma afecçao cronica, os medicamentos que no conjunto custam 145 euros passam a ser de borla, medicamentos exames e consultas.
Nao fiquem com inveja porque quando for oportuno vou falar-vos das desigualdades socias por aqui.

Fada do bosque disse...

Isto realmente tem que se lhe diga...

Mas eu nesse aspecto, acabo de me considerar uma sortuda.
Tenho um médico de família, como lhe chamariam os seus colegas, degenerado!
Osso duro de roer, o homem! Há 30 anos que sou sua paciente... mas só de acidentes, doença...népia!
Uma relação de amor ódio :))
Aos fim destes anos todos, torna-mo-nos verdadeiros amigos. Sabe o que ele me diz quando lá vou com a filha? A medicina em Portugal é um negócio vergonhoso! Helena, foge dos especialistas como puderes, pois se te enfias num, nunca mais de lá sais! Disse que este assunto da gripe era uma fantochada, muito má: - não passo prescrição da vacina a ninguém!- Disse.
Tive infelizmente de recorrer a um cirurgião vascular... 90 euros vezes 15 consultas! varizes, é dos pesos...
Como me fez cirurgia, 1350 euros e de forma inovadora, perguntei como pôde fazer aquilo sem anestesia geral e sem internamento. Respondeu é muito ano de prática em França, Helena.
Então porque veio para Portugal?!- perguntei, lá não há muito melhores condições de Saúde?!
- Helena, eu quero enriquecer e o mais depressa possível (este foi sincero, tenho de admitir)e para isso tive de voltar a Portugal.
Ao fim de 7 anos está milionário e tem das melhores clínicas no Bom Sucesso, Porto!
O Estado também nunca me reembolsou um tusto, penso que está tudo dito.

andrea disse...

> A nossa mentalidade é muito pequeninaaaaa.Basta ver que o policia disse
> logo: "Isso é lá fora. Aqui é Portugal".Porque será que quando é para foder
> o mexilhao, é sempre "Isso é lá fora. Aqui é Portugal" ???????Eu estive ai
> em Junho para a maria fazer uns exames á coluna e aproveitei para ir a uma
> entrevista na Novabase. Se a coisa pegasse, porque nao???Conversaa da
> menina, sim, era uma fedelha que ainda cheirava a leite, quando me perguntou
> quanto queria ganhar e eu lhe respondi qual era o ordenado que tinha na
> Holanda:"Sabe que estamos em Portugal, isto nao é a Holanda".Entao deixem-se
> estar. Olhem que os blogs dos tugas na Holanda e eu proprio, estao a ser
> consultados por dezenas de pessoal que quer "dar o salto". Qualquer dia teem
> que pagar aos Portugueses para voltarem.Já agora, mais uma achega. Num post
> de um blog que li recentemente, uma gaija, que devia ter um bom tacho, pela
> maneira como tratava estes assuntos, perguntava porque é
> que os portugueses nao fazem em Portugal os tipos de trabalho, mais
> concretamente trabalhos considerados menores, que fazem no
> estrangeiro.Estive para responder á mocoila, mas estava a comer um Frikandel
> Speciaal, á falta da bela da bifana, e a beber uma Groslch, á falta da bela
> da Sagres, e nao me deu para isso. Mas ficam voces a saber que numa altura
> de crise em que a coisa da IT estava em baixa, aqui o je foi a uma dessas
> agencias de recrutamento manhosas para tentar ir acartar baldes de cimento
> para as obras, o trabalho nao mete medo, portanto, venham de lá esses
> baldes. Ah e tal, CV, certificado de habilitacoes, registro criminal, o
> diabo a 4, ah e tal, nao o podemos contractar porque o sr. é engenheiro e
> porque parece mal ter um eng. a trabalhar nestas condicoes e tambem tinhamos
> que lhe pagar mais.Aqui por cima, fui a uma agencia pedir trabalho,
> perguntaram-se se queria trabalhar nas limpezas, eu disse "Ja",
> perguntaram-se se tinha
> experiencia, eu disse que vivia sozinho há uns anos, ok, comeca amanha,
> ordenado com um fds ou outro pago a 200 e 300%, um bocado acima dos
> 2000€.Emprego novo há 1 mes, o consultor que tratou da minha contratacao
> disse-me que a empresa me ia dar um carro para as minhas deslocacoes para o
> trabalho com as despesas todas pagas e para uso pessoal tambem porque "nós
> estivemos a fazer umas contas e tu demoras 2.5 horas em transportes públicos
> para chegares ao trabalho, e tens que te levantar muito cedo. Chegas lá já
> cansado e nao rendes nada. Por isso, ficas com este carro, Aygo a diesel, e
> podes usá-lo tambem para passear ao fds. Como vais sempre em direccao
> contrária ao transito, em 30mins poes-te lá". Até fiquei de cara á banda. O
> que????? Ah e tal e nao sei o que mais, vao mas é dar banho ao cao. E se
> alguem está a pensar em chamar-me emigra da treta, é bom que fique pela
> intencao porque nao estou com paciencia.GatoLindo
>
E prontos um amigo portugues, motociclista por sinal, que trabalha na Holanda.
Palavras para que ???

Fernando Teixeira disse...

Realmente isto da taxas moderadora nem haviam de existir. Todos temos que agradecer à Drª. Beleza e ao PSD.
Agora e para quem tem idade até 65 anos, é ser dador de sangue, duas vez por ano. Assim, fica esento de taxa moderadora.

andrea disse...

Estou siderado, afinal os Iphones explodem, o pib frances cresceu para 0,6 no ultimo trimestre contrariando os ultimos 4 trimestres de resultados negativos, e na corsega um miudo de 16 anos matou os pais e os dois irmaos a tiros de caçadeira e agora diz que nao se lembra de nada. O Obama esta a ser ferozmente atacado por estar a tentar cumprir um aspecto do seu programa eleitoral ou seja a implementaçao de um muito timido programa de segurança social, dizem os que estao contra que nao querem o comunismo.Portanto cheguei a conclusao que sou comunista, que nao vou querer Iphones, que afinal a crise ja era e que nao quero ir viver para a corsega nem ter filhos de 16 anos, quando chegarem aos quinze saltam automaticamente para os dezassete.
Abraços.

Fada do bosque disse...

Credo ANDREA!!!
Isso foi desabafo e tanto!
O 1º texto fiquei esclarecida; o 2º, deve ser do tal acordo, ortográfico, fiquei deveras confusa... :)

CARLOS
faça como eu... tenho miopia desde que nasci e aperceberam-se quando tinha 6 anos, apesar das 4 dioptrias.
Fui ao oftalmologista a Braga, que me prescreveu uns óculos, de tal forma errados, que tinha dores de cabeça diárias.
Depois até aos 15 anos fui 3 vezes para mudar, à conta do aumento...
Apareceram aquelas máquinas de optometria ou lá que diabo lhe chamam... passei a usar lentes de contacto. Nunca mais fui a um oftalmologista... ou seja há 30 anos que uso lentes e sem qualquer problema. A máquina nunca errou e é grátis em qualquer oculista.
A filhota fez exame na mesma máquina e lá acusou 1 dioptria, encomendaram imediatamente as lentes. Claro que o Estado nada nos paga e penso que depois daquele episódio de eliminar varizes e de ter ficado que nem virote, fujo deles como o diabo da cruz!
Quanto a hospitais nem falar, no S. João do Porto em ortopedia é um filme de terror e só me safei, em 2h, porque alguém meu amigo soube e meteu cunha ( a puta da cunha) por mim... fracturas expostas num corredor com dezenas à espera horas e horas a fio, desmaiava de 10 em 10 minutos...
Na altura ainda tinha seguro de trabalho e fui para um Profº na Trindade, mas mesmo assim tive de pagar 15% de 2.0000 contos, cirurgia e um mês de intern.! Vergonhoso. As consultas desse Profº, em 1986, já custavam 15 contos e o raio X 5 contos. Cada vez que lá ía, eram 20 contos.Imagino agora sem o seguro...
Também é dos homens mais ricos do Norte. Não esquecer que a Ordem dos Médicos, cá é uma Máfia.
O candidato que prometer acabar com as benesses das Ordens, se for credível, tem o meu voto. Nem deixam entrar na faculdade de medicina mais alunos, para não haver concorrencia.
É preferível contratar uruguaios, espanhóis etc. etc.

Fada do bosque disse...

O médico meu de família, esse anjo, disse que os médicos mais poderosos pertencem à OPUS DEI.
E disse mais:- um médico é para curar doenças e não inventar doenças num paciente - É o que mais fazem cá, porque sabem o poder que têm sobre o paciente. Não temos médicos... temos negociantes com poder sobre os políticos. Os mídia tornaram-se o veículo deles. - disse.

andrea disse...

Hoje estou preguiçoso para escritas, portanto vou apenas fazer um acrescento ao ultimo post da Fada.
Os curandeiros, feiticeiros e padres, sempre tiveram ascendente sobre o resto da manada.
Vem nos livros.
Hoje sao chamados médicos, advogados, economistas,engenheiros e politicos.Mudam os nomes sobram as intençoes.
Amén.

mfc disse...

Não me parece que o vão ouvir!!
Mas tentar não custa.

Fada do bosque disse...

Pudera ANDREA...foi de ontem! :))
ahahahah
As Seitas estão em todas! Desde Maçonaria a Illuminati, a coisa funciona nas trevas... ahahahahaha

Por isso é que o Mundo está nesta miséria. Mal por mal preferia estar em França... aqui estão 38 graus! isto vai ser um Outono escaldante...
Não há pachorra para tanta gosma na política... e eu sei quem a anda a espalhar!...
Abraço

Helder MC disse...

Já uso óculos há uns 10 anos e só fui a um consultório de um especialista uma vez, daí para cá vou á óptica do centro comercial cá da terra. Para além de me fazerem todos os exames (senão mais) que o tal 'especialista' não pago um cêntimo. E não me esqueço que o tal 'especialista' tinha 15% de comissão na óptica onde ele me mandou comprar os óculos...

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores