Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











terça-feira, janeiro 30, 2007

Drug dealers

A propósito de um texto sobre o racismo vigente nos EUA, no Pululu, veio-me à memória uma sala de audiências de um tribunal de polícia, em Washington, especializado em julgamentos sumários de casos de tráfico de droga, onde a fila de réus era longa e exclusivamente constituída por negros. Uma estranha coincidência porque, na rua, a maioria dos dealers era de raça branca ou hispânica.

4 comentários:

Ida disse...

Nada de admirar, Carlos. Ou melhor, sim, de admirar em um país onde bcos e negros se orgulham em dizer que "positivo" é reconhecer a diferença e não essa "hipocrisia" que reina no Brasil com o mito da democracia racial. Acho q os dois sistemas são hipócritas: o que reconhece a diferença e só a reforça e o que (dizem ser o nosso) não a reconhecendo, faz de conta, muitas vezes, que ela não existe. Conheço bem a sensação, como um dia em que, distraída na fila do caixa de um supermercado, percorri com os olhos a sucessão de uns 50 postos de caixa. Em todos, não vi um único com funcionários de raça branca caucasiana, tds negros ou mestiços. É de engolir em seco.

Barão da Tróia II disse...

É de facto estranho, será que ficam com tanto medo da polícia que até mudam de cor, nã... deve ser mesmo porque a tal famosa democracia "made in USA" tem um sentido dúbio. Boa semana

inominável disse...

eu li um texto há pouco tempo, num estudo acerca de representações sociais, que a maioria dos entrevistados num estudo americano, quando confrontados com títulos de notícias acerca de "young black man" presumiam, de imediato, que a notícia se trataria de tráfico de droga ou violação...

mais palavras para quê?

Shades of Blue disse...

Aqui, nos EUA, toda a gente que sabe pensar, sabe que nao existe igualdade. Nos, como individuos decidimos como nos comportam com os outros. You can judge a country by it's international and political spin, or you can disregard that and take a good look inside. There are plenty of examples of acceptance and diversity in these United Sates.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores