Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sábado, janeiro 06, 2007

Quem chorou Gerald Ford em Timor Lorosae?


(pintura mural em Manatuto, foto da minha irmã Vanda)
Nos últimos tempos morreram Pinochet, Saddam e Ford. Sobre os dois primeiros, não lhes perdoámos as malfeitorias, e bem. Na morte de Pinochet, Salvador Allende foi lembrado, assim como os milhares de chilenos e democratas de outras nacionalidades que desapareceram durante o regime do ditador chileno. Saddam foi enforcado, alegadamente por ser o responsável por vários massacres e crimes contra a Humanidade. Gerald Ford foi incensado como santo. E ninguém se lembrou de Timor-Leste…
Então, vamos lá acertar essas contas. Quando Suharto, o ditador indonésio, mandou invadir Timor, estava apenas a jogar o jogo do presidente dos EUA. Quem era esse presidente, em Outubro de 1975? Mister Gerald Ford himself. Na véspera da invasão, precisamente no dia anterior ao ataque, 6 de Outubro, Ford e Kissinger reuniram em Jakarta com Suharto. É público que nessa reunião foi autorizado o ataque.
A ocupação indonésia de Timor durou 24 anos, durante os quais morreram cerca de 200 mil timorenses. O obituário do 39º presidente dos EUA está incompleto. Para além de tudo o que disseram do homem, falta dizer que foi, também, comparsa no genocídio praticado em Timor.

3 comentários:

Mirmidão disse...

Estou de regresso a estas lides.
Aquele @bração de sempre

O Mirmidão

Disse mais ou menos isto mesmo aqui em casa no dia em que esse senhor morreu. Pouca gente se lembrou disso, ou antes, se calhar era msid comveniente não lembrar. Bem haja.

inominável disse...

a História tem uma memória de conivências, inconveniencias e... paciências...

ELCAlmeida disse...

E muitos de nós nos esquecemos e continuamos esquecidos.
Obrigado carlos Narciso por nos lembrar.
Cumprimentos
Eugénio Almeida

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores