Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











quinta-feira, março 15, 2007

O tal direito à reciprocidade

Apesar de ser um breve testemunho, revela bem o estado de espírito que reina nas ruas de Luanda.
O comentário ao post de há dois dias está assinado por Su. Não sei quem é, mas isso não o invalida.
Leiam e tirem as vossas conclusões: “…Não é apenas uma “coisa” de gasosa! Notei hoje, quando nos mandaram parar para pedir a carta de condução, a euforia com que os angolanos estão a viver esta "vingança", pelos comentários que se soltavam dos carros que passavam: "Aperta com o tuga!!!" Achei curioso o comentário feito pelo fiscal do Governo da Provincia de Luanda que nos mandou parar, segundo ele em comissão de serviço para a policia nacional e por isso com poderes para nos levar até à esquadra,..." Não sabe o que nos estão a fazer em Portugal? Não viu televisão?"

5 comentários:

inominável disse...

eu cá preferia a uma conta bancária choruda forjada de forma convincente... para quê??? questões de ego :)

-pirata-vermelho- disse...

Não será a emergência do racismo latente de que só a "elite"-da-"elite" preta até aqui se arrogava o direito e a latitude?

Xenofobia por xenofobia atntes a minha que falo 5 línguas e já nasci educado (foda-se! desculp'a rudeza da minha linguagem; é para o caso de algum quadro* (!) angolano me estar a ler)


*quadro - elemento com funções de mandador ou de delator ou de esbirro ou de 'esperto', dentro do aparelho de estado´de lá, 'daquilo'...)

LValente disse...

Caro CN, Su é TemMember do http://nasmargensdocuanza.blogspot.com/

-pirata-vermelho- disse...

Mas! Carlos,
mas não havendo que 'baixar as calças' há que não perder de vista que haverá a quem interesse apimentar ou açordar ou azedar as relações Portugal-Angola, numa segunda edição da mangueirada de lavagem-dali-pra-fora dos pequenos portugueses?

Isabela disse...

Por acaso acho que se andam a fazer muitas coisas aos angolanos, e Portugal, há muito tempo, mas nenhuma delas relacionada com este assunto ridículo das cartas de condução.
Sim, já li noutro blogue, escrito a partir de Luanda, que a situação para um branco que conduza, em Angola, está complicada. Mandam parar qualquer branco, e ficam chateados se tem carta angolana. A mim chateia-me o racismo, e não há um mais legítimo que outro: é tudo igual. Chateia-me isto, claro, muito. Eu já tenho tão pouca fé na justiça humana!

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores