Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











terça-feira, julho 18, 2006

Mandela

Nelson Mandela faz hoje 88 anos. Nunca conheci pessoalmente este “mais velho”, mas tive o privilégio de ter assistido ao vivo a uma palestra dele e, assim, ter recebido uma lição de cidadania, de respeito pelos outros e de genuíno interesse pelo bem-estar da Humanidade.Foi em Durban, precisamente em Julho de 2000, no último dia da XIII Conferência Internacional sobre Sida. Mandela foi ali, para dizer ao Mundo quanto o envergonhava a “postura negocial” das multinacionais farmacêuticas que não estavam dispostas a libertar as patentes de fabrico dos medicamentos essenciais para a luta contra a pandemia e, talvez mais ainda, quanto o envergonhava a actuação do governo sul-africano e do seu líder, afinal de contas o homem que lhe sucedeu na chefia do estado, Thabo Mbeki.
Mbeki ainda hoje recusa-se a deixar que a pandemia, na África do Sul, seja tratada com medicamentos anti-retrovirais e parece acreditar que se trata de uma doença curável e provocada por interesses financeiros das multinacionais farmacêuticas. Ele parece acreditar nessa cabala e, com isso, tem deixado morrer milhares de homens, mulheres e crianças contaminados pelo vírus.
Por isso, ver e ouvir Mandela, ali, nestas circunstâncias, foi um momento tão precioso. Não só pelas palavras de solidariedade, não só pela compreensão e humanidade reveladas, mas pela coragem política de ter dito que tanto as multinacionais como Mbeki estavam enganados e que era preciso que o Mundo tudo fizesse para os convencer. E que ele iria ajudar…

3 comentários:

augustoM disse...

Mandela, uma das maiores figuras dos séculos XX e XXI. A tenacidade da luta pelos idiais.
Um abraço. Augusto

Denudado disse...

Não é só o presidente da África do Sul, Thabo Mbeki, que tem dado provas da mais grave irresponsabilidade no que à SIDA diz respeito. O vice-presidente, Jacob Zuma, também.

Jacob Zuma foi julgado recentemente por ter sido acusado de violação de uma seropositiva. Ficou provado no julgamento que as relações que Zuma teve com a referida mulher foram mutuamente consentidas. O que foi grave, foram as declarações que ele fez ao tribunal, segundo as quais ele não usou preservativo e que depois do acto tomou um banho de chuveiro, porque acreditava que assim diminuiria o risco de contágio! A notícia pode ser lida, por ex., nesta página.

verosimil-utopia disse...

Um grande senhor! :)

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores