Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











quinta-feira, julho 20, 2006

Rafael Marques

A denúncia de Rafael Marques é completamente verdadeira. Mas chega tarde. Cafunfo, Loremo e Cuango são terras violentas, onde mandam as armas e só sobrevivem os mais duros. Já aqui escrevi algumas histórias que vivi por aquelas bandas em 1998. Já nessa época, aquilo era o far-west. Já naquela época, todos os dias morria um garimpeiro. Já então, a tropa abusava da população. Naqueles dias, entre Agosto e Novembro de 98, houve uma população inteira massacrada, numa aldeola chamada Bula, se a memória não me falha. Não era mais do que um acampamento de mineiros. Palhotas muito rudimentares e imensos buracos das escavações no aluvião do rio. Centenas de pessoas foram ali mortas. A tropa governamental levou-nos lá, para sermos testemunhas de “mais um massacre da UNITA”. Até pudemos falar com sobreviventes... Mas enquanto deambulei pelos escombros da aldeia, reparei que o chão estava pejado de cápsulas de munição de armas automáticas. E vi que eram munições espanholas. Sabia que quem utilizava munições espanholas era o exército governamental e não a UNITA. Tive o pressentimento que aquela história estava a ser mal contada, mas não era possível prová-lo. Na reportagem, disse apenas que um grupo não identificado tinha atacado e massacrado aquela população. Mas estou convencido que não foi a UNITA quem fez aquilo. Só sei que quem o fez, foi só para roubar o produto do garimpo.

4 comentários:

dorean paxorales disse...

E eu que estranhava a negligência activa do estado angolano na prevenção da propagação da cólera e no tratamento às suas vítimas. Pelo menos estes militares mostram coerência de opinião e convergência de objectivos no desrespeito pela população que os seus políticos governam.

Paulo Sempre disse...

Um passado com reflexos quase esquecidos no presente. histórias de outras geraçãos (não a minha)..mas...de anologias de mim.
Li e gostei. Posso voltar?
Abraço
Paulo

planaltobie disse...

Era o Farwest. Era violência e pronto.

Isabela disse...

Entre MPLA e UNITA, RENAMO e FRELIMO e mais os gajos da Guiné, dos diferentes lados, nunca encontrei grandes diferenças. Quem os apoiava, sim, tinha diferenças. Quando não apoiavam todos ao mesmo.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores