Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sábado, maio 09, 2009

Engaiolado


Hoje almocei com alguém que conheço há muitos anos. Trabalhámos juntos na RTP, quando ele se iniciou no jornalismo. Fomos parceiros no trabalho e cúmplices fora dele. Nunca foi um grande jornalista, mas fez duas coisas que marcaram a história da RTP: foi um dos repórteres que mais se distinguiu na cobertura do incêndio do Chiado e foi um dos que engendrou o modo de se entrevistar os membros das FP-25 que estavam em greve de fome na prisão de Caxias. Depois, enveredou por outros caminhos mais bem pagos. Ele hoje tem dinheiro, mas confessou-me que nunca mais pôde mandar à merda os figurões que o chateiam. Aprendeu a engolir sapos, submeteu-se, domesticou-se.
Quem olha para ele vê um homem bem sucedido na vida. Grande casa, Mercedes Benz, boa roupa de marca. Mas quando o olhei de frente, acho que vi um certo embaraço, uma sombra de vergonha.

2 comentários:

Isabela Figueiredo disse...

Isso é que é pior. Eu não aguentaria. O dinheiro não paga tudo.

Burns disse...

realmente não é muito bello mas ou menos tem dinheiro e empresta jipes e seguranças aos amigos quando vao ao tribunal

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores