Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











domingo, maio 10, 2009

Sem feira nem beira


Tal como o José Saramago, “este ano não irei à Feira do Livro de Lisboa. Que não é como a de Frankfurt, ou a de Guadalajara, no México, nem sequer como a de Madrid, mas que é a nossa e está num lugar bonito…”
Julgo que ele não vai porque estará adoentado. A idade não perdoa, e o nosso Prémio Nobel da Literatura já viveu um bom bocado. Eu não vou, porque o subsídio de desemprego é manifestamente curto para dar de comer à família e ainda conseguir comprar livros. Como não sou masoquista, não ponho lá os pés.

2 comentários:

Isabela Figueiredo disse...

Olha, somos dois. Não há carcanhol não há cultura. Tenho cá uns livros nas prateleiras que nunca tive tempo de ler. :)

josé carlos soares .˙. disse...

Meu Caro Carlos nada mais posso oferecer a não ser a minha solidariedade e revolta por ver um profissional digno, íntegro e competente nessa situação. Sei o que é isso porque pouco melhor estou.
Um abraço

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores