Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











segunda-feira, maio 15, 2006

Congo, ano 2000. A travessia

Correu tudo como mister John tinha dito. A travessia do rio Congo foi qualquer coisa de inesquecível. A canoa passou junto aos rápidos, como podem ver na fotografia. Por alguma razão da dinâmica das águas que desconheço em absoluto, perto da cachoeira a corrente tem menos força. Como também se pode ver nas fotografias, houve uma ponte projectada para aquele sítio, que se tivesse sido construída evitaria aquela trabalheira. Mas, contaram-me, Mobutu desistiu da ideia a meio da construção porque, subitamente, temeu que a ponte facilitasse a invasão do Zaire por algum inimigo. De modo que ficaram os pilares… Os homens da canoa que nos foram buscar à margem da República Centro Africana eram já elementos do MLC, homens de Jean Pierre Bemba. Na margem congolesa tivemos de cumprir todos os rituais alfandegários. O MLC exercia, de facto, a administração pública do território e não brincava em serviço. Até nos carimbaram os passaportes, como faz um Estado a sério.

4 comentários:

exactamente disse...

Não tem a ver com o post.
O Carlos escreveu aqui há tempos um texto muito bom sobre o declínio da SIC. Infelizmente tem toda a razão. O único acrescento que se me oferece fazer é aconselhar a todos a venda de acções da Impresa porque estando o Balsemão com vista tão curta nada de bom se prevê. E uma coisa extraordinária, parece que nenhum director de programas em Portugal percebeu que a reportagem ou o documentário podem dar audiências excelentes. Enfim, vê-se menos tv ou vêem-se apenas os CSI, etc.

125_azul disse...

Pontes que vão de nada para lugar nenhum...

Sony Hari disse...

Pela fotografia posso avaliar que a travessia do rio seja inesquecível e também muito perigosa. Pode ser que ainda recuperem a ideia da ponte um dia destes ...

CN disse...

Exactamente, tem muita razão. Existe apenas uma excepção de grande qualidade profissional, que é a TSF, onde se têm produzido grandes grandes reportagens nos últimos anos.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores