Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sábado, junho 20, 2009

Não demorem muito a reflectir, tá?


Uma trintena de grandes economistas veio agora dizer ao governo que os anunciados investimentos públicos em auto-estradas, no aeroporto e no TGV são uma má opção. Dizem que são investimentos de fraca rentabilidade… e talvez sejam, mas tenho pena que só agora venham dizer isso (cheira demasiado a oportunismo). Muitos deles, quando lhes tocou serem ministros fizeram o mesmo ou pior, no que diz respeito à betonização do país.
Sempre ouvi dizer que desenvolver vias de comunicação é condição estruturante para o crescimento económico… mas parece que já não é. Já nem sei o que pensar. E se acho que mais auto-estradas são, porventura, dispensáveis num país tão pequeno e que já tem tantas… se aceito que um novo aeroporto talvez não seja a prioridade nº1 do país (embora gostasse de ver os aviões voarem mais alto sobre Lisboa…), acho que o TGV é essencial, não só porque encurta a distância entre Lisboa e o Porto mas, fundamentalmente, porque se não o fizermos vamos ficar sem ligação ferroviária de alta velocidade com o resto do Mundo. E isso será mais um estigma do nosso subdesenvolvimento no futuro.
Olhando para o Mundo, vemos o presidente Obama a investir dinheiro público na construção e recuperação de infraestruturas, no serviço de saúde, no sistema escolar, na indústria automóvel… com a finalidade de manter e criar emprego para que a economia reanime.
Em Portugal… vamos reflectir... à luz do pensamento de Cavaco.

7 comentários:

Luis Melo disse...

A notícia de que a decisão final sobre o TGV ficaria para o próximo governo, foi a medida mais inteligente que tomou este governo (a seguir à substituição de Correia de Campos). Ainda assim, peca por tardia e por apenas ter sido tomada em consequência dos resultados eleitorais, o que prova que não foi por sensatez, mas por taticismo eleitoral.

De qualquer forma, é preciso mesmo saber se os compromissos até agora tomados, não implicam grandes indeminizações, caso o projecto seja abandonado. Já aconteceu o mesmo recentemente com outras obras que foram abortadas.

Também a propósito do TGV, ao contrário de alguns notáveis, não sou a favor da suspensão do projecto. Sou totalmente contra a sua realização. Só pode pensar em TGV quem, das duas uma: ou nunca andou nem sabe o que é o Alfa Pendular, ou vai beneficiar (financeiramente) com a realização desta grande obra.

Já agora, e por causa desta certeza em Abril 2009, o Ministro Mário Lino leva mais 3 pontos para a Superliga "incompetente-mor"

CN disse...

o acordo internacional com a Espanha para a construção do TGV foi assinado pela Dra.Manuela Ferreira Leite, em 2003.

Fada do bosque disse...

E o dinheiro gasto em estudos para estes projectos?! ouvi bem, ou foram gastos 93 milhões de euros, sem que houvesse qualquer estudo de engenharia?!
Andamos aqui a brincar com o dinheiro público?! Para esses algozes devem ser peanuts, não? Não é do bolso deles que sai...
Considero o TGV necessário para nos ligar à Europa, mas, já estavam até, a pensar em fazer uma linha paralela, para mercadorias, quando o TGV, é uma via mista e feita para suportar o transporte de mercadorias!Só nessa linha mais 90 milhões!
Quanto a esses 30, já sabemos que são os oportunistas de sempre... Máfia
Quanto à drº Manuela F.L. anda sempre em reuniões com os Bidelberg, juntamente com Manuel Pinho, e garanto que o acordo, pré estabelecido por ela, há-de ser para cumprir, deve estar à espera de ser a nova 1º ministro, para ir avante! Se não for, alguém do governo de Sócrates tratará do assunto. Quando ELES decidem não há volta a dar.
Só é pena, é o dinheiro que os contribuintes vão ter que desembolsar, estando quase todos já, na penúria, para realizar novos estudos e espero, que pelo menos, comtemplem a engenharia!!
Auto- estradas para quê?! Vão-nos cortar o acesso ao petróleo... o que resta, vai ser armazenado para garantir o armamento e as guerras!
Não há ninguém que se lembre de fazer explodir o parlamento e limpar o sebo a esses malditos parasitas?! Incluindo, claro está esses 30!
Belem e S. Bento, vão dar cabo do que resta deste miserável país... É um conluio geral! Sócrates não alinhou, vê-se agora, que lhe fizeram a cama bem feita... como quem, não vais a bem, vais a mal! E aí está, o homem com a sua imagem conspurcada e denegrida, até ao tutano!
Os portugueses na sua ignorância aplaudem, nem se lembram que foi o único ministro a tentar tirar algum poder aos Lobbies instalados!
De resto, os outros, são sempre os mesmos de há trinta anos!
Os estrangeiros desgovernam Portugal e eles compactuam, através de honerosos subornos concedidos... e dos crimes de corrupção mais hediondos. Por isso já andam a tentar tirar a Soberania à Justiça, para que nada se saiba e para que esses outros, "trabalhem" à vontade nos bastidores!
O Instituto Tavistock, que estuda o comportamento de massas, escolheu bem o país cobaia, o nosso! Não são tolos.
Pelos vistos devem estar muito satisfeitos, o Durão também! Somos um povo de brandos costumes e isso vai fazer com que em 2020, Portugal deixe de o ser... Já fomos vendidos há muito!
Por isso que interessa tudo o resto?!

JP Santos disse...

"acho que o TGV é essencial, não só porque encurta a distância entre Lisboa e o Porto mas, fundamentalmente, porque se não o fizermos vamos ficar sem ligação ferroviária de alta velocidade com o resto do Mundo"

Talvez seja conveniente referir que em toda a União europeia só 6 países tem TGV.

CN disse...

JPSantos... no que nos diz respeito, basta que a Espanha e a França tenham... o nosso comboiozinho a vapor fica ali paradinho no Caia e passamos a fronteira a pé para apanharmos o TGV espanhol.

Fada do bosque disse...

... Realmente a linha mais importante é a que nos liga a Madrid, Lisboa - Porto penso que está excelente com o Alpha.

Helder disse...

"o acordo internacional com a Espanha para a construção do TGV foi assinado pela Dra.Manuela Ferreira Leite, em 2003."

E desde quando passou a ser proibido mudar de opinião? Em 2003 não estávamos com uma divida externa de quase 100% do PIB.
O TGV simplesmente NÃO é rentável durante toda a sua concessão. O investimento prioritário devia ir para as linhas de comboio tradicional que muita falta fazem ao país. A única linha que se poderia justificar eventualmente seria a ligação a Espanha mas fica muito mais barato viajar de avião para Espanha do que de comboio.
Quanto ao novo aeroporto, lembro-me perfeitamente de uma reportagem na TVI (que não foi desmentida) que dizia claramente que o aeroporto de Londres (Heathrow) está muito mais congestionado do que o de Lisboa. Para alem disso o aeroporto de Lisboa esta neste momento a ser alvo de melhoramentos no valor de vários milhões de euros. è claro que fazer um aeroporto novo seria muito mais 'lindo' mas valerá mesmo a pena o endividamento futuro do país.
E será que ainda precisamos de mais auto-estradas? Não se esqueçam que tendo elas custos ou não para o utilizador terão de ser pagas.. mais tarde ou mais cedo.

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores