Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











terça-feira, março 21, 2006

Congo, 2001 - A Expedição, os gregos

Comigo viajou Tolly Zibras, um mulato filho de um emigrante grego que viveu e acabou por morrer no Congo. Tolly foi o único da família a ficar no Congo. Todos os irmãos estão na terra do pai, a Grécia. Desde que a guerra começou e o Congo se dividiu em três, as cartas deixaram de chegar e partir. Tolly nunca mais comunicou com a família. Sobrevive, com 4 filhos e a mulher, graças às suas múltiplas capacidades, de mecânico a caçador de elefantes. Pelo caminho, Tolly não resistiu a visitar um amigo de infância, um outro mulato também filho de um emigrante grego. O amigo de Tolly chama-se Basil Vasilios, mas todos o conhecem por "muzungo", palavra que em língua kisuahili significa "homem branco". Do pai grego, Muzungo guardou a arte da pesca e o conhecimento de todas as curvas e redemoinhos do Rio Uére, um dos afluentes do Uéle. Foi com Muzungo que atravessámos o Uére, com as motas na canoa num equilíbrio instável.
Dormimos em casa de Muzungo, comemos à sua mesa. Mas foi com a sua salga de peixe que Muzungo mais me surpreendeu... quando mostrou o "cabalao", assim se chama o peixe tigre seco, numa surpreendente semelhança linguística com o bacalhau dos portugueses. O peixe-tigre é um carnívoro enorme que vive na bacia hidrográfica dos Grandes Lagos, um peixe com uns dentes enormes e que chega a medir, da cauda à boca, mais de 3 metros...
Assim, conheci tudo o que resta de uma numerosa comunidade grega que, em tempos, por ali viveu. Niko, o velho que se esqueceu de ir embora… Tolly, que ficou para guardar o património deixado pelo pai… e Vasilios, o muzungo, porque preferiu ser um homem importante na sua comunidade que um estrangeiro na terra do pai. Mas o destino não era aquela aldeia. Havia ainda muitos quilómetros para trilhar…

4 comentários:

Desambientado disse...

Vim aqui agradecer a simpática visita e deparo-me com um blog muito intenso, profundo, digamos que até profissional. Gostei.
Terei que passar aqui mais tempo.

Cumprimentos.

Su disse...

gosto do que leio....viajo tb... descubro...aprendo......gosto disso

para não te perder....linkei-te

jocas maradas de mar

Caiê disse...

"O maior sinal de inteligência é a capacidade de adaptação" . :) Frase que se aplica. :)

Sony Hari disse...

Ter o peixe-tigre como companheiro de mergulho não deve ser boa ideia :)

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores