Memórias de muitos anos de reportagens. Reflexões sobre o presente. Saudades das redacções. Histórias.
Hakuna mkate kwa freaks.











sexta-feira, março 03, 2006

Congo, 2000 - Gbadolite

Gbadolite é uma cidade curiosa. Foi implantada num cruzamento de estradas, de modo que tem duas avenidas principais que se cruzam. Ao longo dessas avenidas, havia uma primeira fila de prédios altos, alguns com cinco andares. Ou, então, belas vivendas. Todos os edifícios tinham letreiros, anunciando delegações de bancos internacionais, seguradoras e outras empresas de sectores difíceis de identificar só pelo nome. Havia, até, uma fábrica da Coca-Cola, nova em folha, mas igualmente fechada.Explicaram-me que Mobutu, um dia, tinha decidido obrigar todas as multinacionais com interesses no Zaire a abrirem uma delegação na sua aldeia natal. Assim cresceu Gbadolite, na sombra protectora do seu filho dilecto. Mas era uma fachada de mentira. Logo a segunda fila de casas, atrás dos prédios altos, era de palhotas de pau a pique.
A cidade tinha água canalizada e electricidade com fartura, o que constituía um luxo em termos de desenvolvimento africano. O segredo estava na proximidade com o Rio Congo e numas instalações de captação de água e produção de energia eléctrica ali existentes, que funcionavam de moto próprio e que, por ainda não terem tido avarias, alimentavam Gbadolite sem que a administração local fizesse alguma coisa por isso.
Era dali que Jean Pierre Bemba dirigia a sua guerra contra Kabila e governava os seus domínios onde viviam 8 milhões de pessoas. Um vasto território rico em diamantes e muitos outros minérios. E isso é que importava.

1 comentário:

Lâmina d'Água, Silêncio & Escriba disse...

Eu vou lendo e as cenas vão me surgindo feito um documentário.
Gosto do modo como escreves.
Trabalhei com produção e direção e edição de imagens em alguns documentários e alguns, na amazônia. Na medida que vou lendo e que está escrito aqui, vou vivendo as cenas... A África exerce um fascínio sobre mim, do mesmo modo e medida que me assusta por completo. Fiz algumas viagens sozinhas para muitos lugares, mas nunca ousaria fazer dessas, para a África...
Beijinhos!!!
ò,ó

AddThis

Bookmark and Share

Arquivo do blogue

Acerca de mim

A minha foto
Jornalista; Licenciado em Relações Internacionais; Mestrando em Novos Média

Seguidores